Aeronaves News

Farnborough – Resumo de encomendas da Boeing

Foto - Boeing

Assim como a postagem da Embraer ontem, sobre as encomendas para o Ejet E2, também iremos agilizar a vida do nosso leitor resumindo todas as encomendas em um único post. Agora iremos descrever melhor as encomendas que a Boeing recebeu durante esse 2º dia de Farnborough Air Show.

 

– A Volga-Dnepr com certeza foi o grande destaque da Boeing no dia de hoje. Ela realizou uma encomenda de 20 unidades do cargueiro 747-8F, de nova geração. A Volga é conhecida por operar com grandes cargueiros, como o An-124 e o IL96. Ela é uma das principais transportadoras de carga aeroespacial, e trabalha em conjunto com as principais fabricantes de aeronaves, fabricantes de helicópteros e operadores, empresas de satélite e fabricantes de peças de aeronaves.

A Volga-Dnepr Group já conta com quatro aeronaves 747-8F em sua frota, que operam com bandeira da AirBridgeCargo, a primeira foi entregue em 2012, com essa adição a Volga promete operar uma grande frota de cargueiros “heavy”, já que o Antonov An-124 não será aposentado e complementará a frota da empresa.

 

– A Boeing também recebeu 30 encomendas de um cliente da China não identificado, as aeronaves escolhidas pelo cliente secreto foram o 737 MAX e o 737 NG, também não foi divulgado a versão escolhida. Apesar disso o valor estimado pela Boeing é de US$3 bilhões para este acordo.

 

– A Donghai Airlines anunciou um acordo para adquirir 25 unidades do 737 MAX 8 e cinco 787-9 Dreamliner, com um valor total de US$ 4 bilhões em preço de tabela. A Donghai Airlines encomendou anteriormente 15 aeronaves 737-800NG e dez 737 MAX 8 em 2013.

A Donghai iniciou as operações para transportar passageiros em 2014, após oito anos no mercado de carga.

Imagem - Boeing
Imagem – Boeing

 

– A Kunming Airlines, uma companhia aérea da China, assinou um Memorando de Entendimento para 10 aeronaves 737 MAX 7. A Kunming também se comprometeu em ser a companhia aérea de estréia do 737 MAX 7 na China. Ela atende mais de 40 cidades em toda a China , operando uma frota de oito aeronaves 737-700 e 11 737-800. A Shenzhen Airlines é a principal acionista da Kunming Airlines.

Após o anúncio da Boeing sobre a nova configuração do 737 MAX 7, os clientes já se interessaram pela nova proposta da aeronave, que aumentou sua capacidade máxima de 149 passageiros para 169 em configuração de única classe. A Boeing foi capaz de diminuir o buraco entre a capacidade máxima do 737 MAX 200 (200) e o 737 MAX 7 (169).

 

– O Ministério de Defesa do Reino Unido anunciou um acordo com a Boeing para a compra de 50 helicópteros AH-64E. A Boeing descreveu a encomenda como “um grande impulso para o exército britânico”. Até o momento já foram entregues 149 helicópteros AH-64E Apache para os EUA.

Foto - Boeing
Foto – Boeing

 

– O TUI Group encomendou dez 737 MAX 8 e um 787- 9 Dreamliner, com um acordo no valor de US$ 1,4 bilhões. Anteriormente o TUI Group encomendou três unidades  do 787-9 e 70 do 737 MAX. Seis companhias aéreas pertencem a esse grupo, são elas: TUIfly, Thomson, TUIfly Nordic, Jetairfly, Corsair e TUIfly Netherlands. Ao todo o TUI Group tem 136 aeronaves, sendo grande maioria da Boeing.

 

– A Air Lease Corporation, uma empresa que aluga aeronaves, encomendou seis 737 MAX 8. A ALC é uma das maiores companhias de leasing operacional do mundo, em toda a sua história ela já encomendou 260 aeronaves da Boeing.

 

– A Xiamen Airlines encomendou 30 unidades do 737 MAX 200, a versão de maior capacidade do 737 MAX 8. O valor total foi de US$ 3,39 bilhões, considerando que a versão MAX 200 custa um pouco mais. A Xiamen opera 140 aviões em sua frota, em sua maioria 737 NG.

 

About the author

Redação Aeroflap

Redação Aeroflap

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This