Durante a FIDAE 2016, a Embraer declarou que está confiante com o futuro do KC-390 e satisfeita com o rumo dos testes em voo. A empresa está empenhada em conseguir a certificação do KC até o final de 2017, com início das operações já em 2018 pela FAB, de acordo com Paulo Gastão, diretor do programa KC-390, a primeira aeronave de testes (foto acima) já realizou mais de 150 horas de voo, enquanto o segundo protótipo está próximo de voar pela primeira vez, após ser aprovado nos testes em solo.

A Embraer Defesa ainda irá adicionar mais 2 protótipos para testes estáticos, voltados para a estrutura da aeronave, um importante item para certificar de sua resistência semelhante aos melhores cargueiros do mundo nesse requisito, como o Hércules e C-17. Os dois primeiros protótipos serão destinados somente para testes voo e em solo, enquanto os dois últimos, já descrito acima, irá colaborar com a evolução da confiabilidade.

Na declaração de Paulo Gastão para imprensa ele ainda afirma que o governo já repassou 1,2 bilhões de dólares para o projeto, porém a Embraer continua a investir dinheiro para manter o atual cronograma e realizar as entregas o mais cedo possível. O Ministério da Defesa tem atrasado os repasses.

Atualmente o KC-390 tem 28 encomendas pela Força Aérea Brasileira, com mais 32 opções realizadas por outros países, mas de acordo com a Embraer já foi possível obter interesses de outros países, porém nada foi formalizado ou pode ser divulgado no momento.

COMPARTILHAR