O novo bombardeiro stealth dos EUA, o B-21 pode ter um atraso no desenvolvimento e na entrega uma vez que o Congresso norte-americano aprovou um financiamento de curto prazo, o que pode afetar justamente o desenvolvimento das tecnologias que vão equipar o novo bombardeiro norte-americano.

A USAF (Força Aérea dos Estados Unidos) já se posicionou contra o Congresso. Matt Donovan, subsecretário da USAF disse que tais financiamentos do ano fiscal de 2017, poderiam atrasar todo o processo de desenvolvimento em relação ao Northrop Grumman B-21.

O irmão mais velho do B-21, o Northrop Grumman B-2 Spirit que também é stealth, não foi barato e a tecnologia empregada é de ponta, logo podemos prever que o B-21 não será barato, e trará outras tecnologias inovadoras. A USAF já havia confirmado o quanto que gastaria com o bombardeiro, quando pediu um valor de $ 1,3 bilhão somente para as fases de pesquisa de tecnologia, sem contar o valor que ainda será gasto no desenvolvimento de protótipos 100% utilizáveis.

Ainda de acordo com o subsecretário, a Força Aérea Americana já operou seus projetos em cenário de redução de orçamento por diversas vezes.

 

Via – Flight Global

This post is available in: pt-brPortuguês