Eventos News

Força Aérea Brasileira participou da Labace 2016

Foto - Força Aérea Brasileira/Divulgação

Quem visitou a 13ª edição da Latin American Business Aviation Conference & Exhibition (LABACE), realizada até quinta-feira (01/09) no Aeroporto de Congonhas, além de conhecer modernas aeronaves de aviação executiva, poderá entender como funciona o tráfego aéreo brasileiro.

O Serviço Regional de Proteção ao Voo de São Paulo (SRPV-SP) disponibilizou consoles com a reprodução da tela de controle radar e do controle do tráfego helicópteros – o Helicontrol – sistema único no Brasil e em operação em São Paulo desde 2004. O Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA 2) também expõe informações sobre o Sistema de Busca e Salvamento Aeronáutico – SISSAR.

As exposições não apenas satisfazem a curiosidade dos usuários do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) mas têm a função de divulgar serviços prestados pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) à comunidade aeronáutica.

“É importante informar aos pilotos e tripulantes como o Sistema de Busca e Salvamento funciona e que está à disposição dos usuários. É como um seguro de vida, ninguém quer usar mas é importante saber que estamos sempre preparados para atuar”, disse o Capitão Aviador Bruno de Morais Strafacci, Chefe da Subdivisão de Busca e Salvamento do CINDACTA 2.

Neste ano, o tema da maior feira do ramo na América Latina é “Aviação Geral: Patrimônio Nacional” já que, para Leonardo Fiuza, Presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira de Aviação Geral (ABAG), “o governo tem mantido um discurso de chamamento de todos os setores para recuperar a economia e o desenvolvimento do país e, a aviação, sem dúvida é parte disso”.

Isso porque, de acordo com a ABAG, a aviação geral no Brasil mantém uma frota de 15290 aeronaves e gera 193912 postos de emprego. Ainda, segundo Fiuza, a aviação brasileira passa por um período de transição para o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil e a comunidade aeronáutica está confiante nos investimentos na área e na troca de experiências a partir dessa mudança. “Acreditamos no diálogo transparente e de alto nível”, ressaltou o Presidente da ABAG, entidade que promove a LABACE.

 

Via – Força Aérea Brasileira

About the author

Redação Aeroflap

Redação Aeroflap

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This