O Comandante da Força Aérea de Honduras, General de Brigada José Luis Sauceda Sierra, está no Brasil para uma série de visitas a organizações da Força Aérea Brasileira e indústrias ligadas à aviação. Na última terça-feira (12/09), ele se reuniu com o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, para debater possibilidades de intercâmbio entre os dois países. Na ocasião, o oficial-general hondurenho foi agraciado com a Medalha Mérito Santos-Dumont.

Segundo o visitante, que amanhã vai conhecer o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e Academia da Força Aérea (AFA), o encontro foi para falar sobre possibilidades de acordos de cooperação e apoio futuros. “Temos visto o desenvolvimento da Força Aérea Brasileira e queremos fazer parte, ou seja, seguir trocando experiências para que possamos fazer crescer nossa Força Aérea”, disse o General de Brigada.

Ele pediu apoio à Força Aérea Brasileira (FAB) no que se refere a sua expertise na área de modernização de aeronaves e sugeriu que sejam incrementados os intercâmbios entre militares das duas Forças. O principal pedido é para que a FAB envie instrutores para as escolas de formação e de aperfeiçoamento da Força Aérea de Honduras. Atualmente, esse tipo de parceria se restringe a um cadete aviador hondurenho que está no segundo ano da AFA.

Foto – FAB/Divulgação

O Tenente-Brigadeiro Rossato agradeceu a visita e afirmou que está aberto aos diálogos necessários para implementação desses acordos. Citou as áreas de segurança de voo, logística e controle de tráfego aéreo como possibilidades de intercâmbio. “São áreas muito desenvolvidas na FAB e que podem interessar a vocês”, disse.

Após a conversa, o Comandante da Força Aérea de Honduras foi condecorado com a Medalha Mérito Santos-Dumont, um reconhecimento aos militares que se destacaram no exercício da profissão e aos cidadãos brasileiros e estrangeiros que tenham prestado notáveis serviços ao Brasil.

 

Via – Força Aérea Brasileira

COMPARTILHAR