Foto - GE Aviation

A GE gosta de muitas coisas, fazer bons motores está nesse pacote, mas testar eles em um Boeing 747 com certeza é algo que a GE não deixa de fazer.

Recentemente eles aposentaram o 747-100 de testes, e nós até falamos mais sobre ele aqui, no lugar um Boeing 747-400 entrou para cumprir essa missão, e ele já está sendo equipado com o motor GE9X, o maior turbofan do fundo, que vai ser usado no Boeing 777X.

A diferença de tamanho entre os motores é nítida, o novíssimo GE9X foi montado onde antes era o motor nº2, na asa esquerda da aeronave, tomando como referência o comandante em seu assento. A diferença, como citada, é com base no motor que equipa o Boeing 747-400, um GE CF6 de 63300 lbf de empuxo que fica pequeno, perto do turbofan que usa tecnologia Ultrafan para gerar 105 mil lbf.

GE9X no Boeing 777X.

São 134 polegadas de diâmetro do fan frontal, com a carenagem isso resulta em um motor com 174 polegadas, aproximadamente 4,42 metros. O motor é tão grande que a Boeing precisou modificar a forma como ele é fixado na asa do 777.

O pylon utilizado tem 5,79 metros de comprimento, ele usa a mesma filosofia que será incorporada no 777X, com a parte frontal acima da linha de fixação.

Para instalar esse motor a GE precisou fazer modificações na asa do 747, que recebeu reforços para suportar a maior vibração e peso do novo propulsor. Tais procedimentos são para garantir que tudo funcionará perfeitamente durante o período de testes.

Foto – GE Aviation

Esse motor instalado é o quarto fabricado pela GE, os outros três estão sendo usados em testes no solo, boa parte deles autodestrutivos, onde a fabricante coloca seu produto no limite. O primeiro protótipo está sendo usado para testes em condição de gelo, em Winnipeg, Canadá. Já o segundo protótipo está demonstrando as condições de desempenho, para a certificação da FAA em 2018, incluindo os limites operacionais do motor.

No total serão 8 motores em testes até o fim de 2018, quando a Boeing começará a montagem final do 777X, terminando com o primeiro voo da aeronave no início de 2019.

Isso lembra quando a GE usou o 747-100 citado no início da matéria para testar o GE-90-115b, motor que atualmente equipa as versões 777-300ER, 777F e 777-200LR.

Motor GE90-115b sendo testado em 2002. Foto – GE Aviation

This post is available in: pt-brPortuguês