A GOL Linhas Aéreas pretende iniciar ainda neste mês rotas de testes com o novíssimo Boeing 737 MAX 8.

A companhia vai apostar inicialmente em voos de longa distância dentro do Brasil, como voos de Guarulhos para Recife, e até mesmo para Manaus, no segundo estágio a aeronave assumirá rotas internacionais já conhecidas, como de Guarulhos para Punta Cana.

Somente no terceiro estágio, em novembro, que o Boeing 737 MAX 8 começará a fazer voos nunca feito antes pelos Boeing 737 NG da GOL, como Brasília – Miami e Brasília – Orlando. A aeronave também fará voos para esses destinos saindo de Fortaleza.

Até lá a GOL espera ter pelo menos cinco aviões do modelo Boeing 737 MAX 8 na sua frota, sendo que a previsão é terminar o ano com seis deles fazendo voos comerciais da companhia. Geralmente a aeronave passa um período em “voos de testes” quando é nova, até receber autorização para fazer esse tipo de missão.

Vale lembrar que esse planejamento da companhia pode sofrer alterações, dependendo do nível de confiança e integração da aeronave na frota.

A aeronave tem a nova configuração da companhia de 186 assentos, sendo que nas cinco primeiras filas o espaço é maior, de 33 polegadas, e nas outras de 29 polegadas.

Isso permite que a GOL ofereça nos voos internacionais a “Classe Premium”, que bloqueia o assento do meio, com finalidade de assimilar com a executiva.

Esse espaço a mais para todos os passageiros só foi possível porque a Boeing realizou modificações nos banheiros da aeronave e na Galley, local onde os tripulantes preparam as refeições, agora é possível colocar mais uma fileira e meia de assentos no avião, sem comprometer o conforto.

Os novos assentos slim, já presentes em alguns aviões 737 NG da GOL, diminuem ainda mais o espaço entre um assento e outro.

Todos esses três fatores permitiu a Boeing criar uma configuração com 198 assentos, que a Ryanair optou por utilizar.

 

O Boeing 737 MAX 8 na frota da GOL

A GOL reforçou anteriormente que o novo 737 MAX será até 15% mais econômico em comparação com suas aeronaves 737 NG mais recentes. Além de gastar menos combustível as aeronaves 737 MAX 8 vão contar com uma maior autonomia de voo, de até 6500 km (em comparação aos 5500 km atuais) e um MTOW de até 82 toneladas.

Desta forma, a GOL poderá oferecer voos sem escalas para os mercados de Miami, Ft. Lauderdale e Orlando, destinos de alta demanda procurados pelos brasileiros. O 737 MAX também é mais silencioso, com ruído 40% menor quando comparado ao atual 737 NG.

A GOL também já anunciou voos com o 737 MAX 8 para Quito, no Equador, a partir de dezembro deste ano.

O cockpit foi atualizado para ficar mais parecido com o Boeing 787, agora são quatro telas grandes, em uma configuração quase Glass Cockpit, de acordo com pilotos que treinaram para a nova aeronave, alguns sistemas foram automatizados em relação ao 737 NG, economizando tempo e atenção do piloto.

A expectativa é, também, gastar até 8% menos de combustível por assento em relação ao modelo A320neo, utilizado pelas concorrentes.

Ainda neste ano a GOL espera receber entre oito e dez novos aviões do modelo 737 MAX 8, sendo que seis são esperados para estarem operacional em dezembro. Todos os aviões serão encaminhados para a realização de voos internacionais, de acordo com o presidente da companhia Paulo Kakinoff, em uma entrevista à Bloomberg. A GOL tem uma encomenda de 120 aeronaves 737 MAX para receber até 2028.

This post is available in: pt-brPortuguês