A primeira foto do incidente que quase resultou em um grave acidente foi revelada pelo NTSB, um órgão norte-americano responsável pela área de transportes. Na ocasião um avião da Air Canada quase pousou na Taxiway enquanto estava em aproximação para a pista 28R do Aeroporto de São Francisco, nos EUA.

Pela imagem podemos ver que realmente as informações do relatório preliminar emitido pelo órgão NTSB são verídicas, a aeronave passou bem perto de outras que estavam na taxiway, aguardando a posição para decolagem. A diferença é notada através das luzes do trem de pouso dianteiro dos aviões, tanto o A320 da Air Canadá que estavam em voo como as outras aeronaves em solo.

Além da foto o NTSB incluiu uma outra atualização no relatório, que será citada abaixo.

 

O Incidente

Um Airbus A320 da Air Canada estava se aproximando do Aeroporto de São Francisco, nos EUA, que é conhecido pela pequena separação entre as pistas e as operações simultâneas, como se elas fossem independentes. O piloto vinha de Toronto durante a noite, no dia 7 de julho, a visibilidade estava boa no momento que a torre de controle autorizou a tripulação seguir para a pista 28R do San Francisco International Airport.

Enquanto o A320 da Air Canada seguia para o pouso na 28R, outras quatro aeronaves aguardavam na taxiway para realizarem a decolagem, mas o piloto errou o procedimento de alinhamento para a pista e simplesmente estava seguindo para pouso na taxiway C do aeroporto, aonde estavam os quatro aviões.

Os controladores perceberam o erro nos momentos finais do pouso e alertaram os pilotos do A320 sobre o perigo. Em uma gravação de áudio de conversas entre controle de tráfego aéreo e pilotos, o comandante disse ao controle de tráfego aéreo que ele vê outras luzes na pista antes de ser informado que não há outros aviões ocupando a pista 28R. Logo após o controlador avisa o piloto do erro e pede para ele arremeter.

A gravação também revela que os pilotos chegaram perto de pelo menos uma aeronave que estava na taxiway, enquanto o controlador dialogava com os pilotos sobre as luzes da pista.

“Torre, só queremos confirmar … Vemos algumas luzes na pista”, disse o piloto da Air Canada aos controladores. “Onde está esse cara? Ele está na pista de rodagem”, disse o piloto da Air Canadá novamente momentos após receber uma confirmação para pousar na 28R. Depois desse trecho de rádio a torre falou para o piloto arremeter.

Logo após um Boeing 787 da United, que era o primeiro da fila e seguiria para Singapura, disse: “O avião da Air Canada voou diretamente acima de nós”.

 

Atualização do relatório oficial

Os seguintes fatos estão incluídos na atualização da investigação:

  • O comandante estava fazendo o procedimento de pouso durante o voo ACA759, o primeiro oficial ficou a cargo de monitorar as ações do comandante. Ambos os pilotos possuíam certificados de piloto de transporte aéreo do Canadá.
  • A pista 28L foi fechada para acomodar a construção, a luzes de aproximação e da pista foram desligadas, para identificar o local, uma luz do tipo strobo em forma de X, com cerca de 20,5 pés de comprimento (marcador de fechamento de pista) foi colocada. A iluminação de aproximação e da pista 28R estava ligada e configurada para o padrão, que incluíam um indicador de caminho para aproximação de precisão, luzes de zona de pouso (na cor branca), luzes da linha central da pista, Luzes de limite da pista (na cor verde) e luzes de borda de pista (branca).
  • Os pilotos do incidente recolocaram potência no motor quando o avião estava a cerca de 85 pés acima do nível do solo. Os dados do gravador de dados de voo indicam que o avião estava alinhado com a taxiway no momento. Cerca de 2,5 segundos depois de colocar potência nos motores a altitude mínima registrada no FDR foi de 59 pés acima do nível do solo.
  • Ambos os pilotos disseram que, em entrevistas pós-incidente, eles acreditavam que a iluminação da pista da pista de pouso à esquerda era a 28L e que estavam alinhados para 28R. Eles também declararam que eles não se lembravam de ver aeronaves na via de taxiway C, mas que algo não parecia certo para eles.
  • O Serviço de Informações Automático era atual e incluiu um aviso de que a pista 28L estava fechada e que o sistema de iluminação estava desativado.
  • As luzes da taxiway C também estavam ligadas e ajustadas para o padrão.
  • A primeira aeronave na pista de rodagem era um Boeing 787-9 Dreamliner, o segundo um Airbus A340-313. Ambos os aviões têm uma altura de cerca de 55 pés, quando medimos do chão até o fim do estabilizador vertical.

Veja abaixo o áudio do voo:


Com informações de News Aviation Safety.

COMPARTILHAR