Após a consulta de um piloto ao SAC do DECEA, referente a um suposto desligamento dos radares meteorológicos do CINDACTA-I, como podemos ver na imagem abaixo a resposta que ele recebeu foi:
[…]os Radares Meteorológicos do CINDACTA I foram desligados temporariamente em decorrência das restrições orçamentarias e que os mesmos serão restabelecidos assim que a situação econômica permitir.

O radar meteorológico do CINDACTA-I cobre as áreas de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo e Distrito Federal.

Atualização (30/04) – De acordo com o site RedeMet, amplamente conhecido no meio aeronáutico, os radares desligados no momento são:

Radar Meteorológico Gama/DF – Desligado por tempo INDETERMINADO.

Radar Meteorológico Petrolina/PE – Inoperante – Sem previsão de restabelecimento.

Radar Meteorológico São Francisco/MG – Inoperante – Sem previsão de restabelecimento.

Radar Meteorológico São Luis/MA – Maxcappi inoperante – Sem previsão de restabelecimento.

Radar Meteorológico Santa Teresa/ES – Desligado por tempo INDETERMINADO.

Radar Meteorológico São Roque/SP – Desligado por tempo INDETERMINADO.

Radar Meteorológico Tabatinga/AM – Maxcappi inoperante – Sem previsão de restabelecimento.

Radar Meteorológico Três Marias/MG – Desligado por tempo INDETERMINADO.

Radar Meteorológico Pico do Couto/RJ – Desligado por tempo INDETERMINADO.

Radar Meteorológico Cruzeiro do Sul/AC – Maxcappi inoperante – Sem previsão de restabelecimento.

Radar Meteorológico Tefé/AM – Maxcappi inoperante – Sem previsão de restabelecimento.

 

CINDACTA-aeroflap

COMPARTILHAR