Um encontro entre o presidente francês, Emmaanuel Macron e o argentino, Mauricio Macri teve como pauta a assinatura de um contrato de venda de cinco aeronaves Super Étendard para a Armada Argentina (Marinha). O valor dos cinco caças de fabricação francesa gira por volta de R$ 12,5 milhões.

Não será a primeira vez que a argentina irá operar o Étendard, o caça foi utilizado pela Armada argentina durante a guerra das Malvinas.

O jato da fabricante Dassault foi retirado de serviço na França em 2016. O Super Étendard foi projetado em 1978 e usados apenas por duas nações, a França e a Argentina. Os modelos a serem vendidos para o país sul-americano são modernizados e estavam estocados a espera de um país interessado.

Super Étendard usados pela Armada Argentina.
Foto via: www.ara.mil.ar

A situação de defesa aérea da Argentina não é das melhores, na Força Aérea os Mirage III foram aposentados. Quando a situação das Forças Armadas da Argentina seria resolvida, entre elas uma possível venda de aeronaves russas, por questões de orçamento a compra não foi realizada.

Com a venda dos Super Étendard para a Armada Argentina o país será o único no mundo a operar o antigo caça francês atualmente. Os concos Super Étendard são da clásse SEM (Super Étendard Modernizados).

This post is available in: pt-brPortuguês