O governo federal revogou nesta quarta-feira uma portaria que limitava as operações do aeroporto de Pampulha, em Belo Horizonte (MG), a voos regionais e executivos, permitindo que o terminal volte a operar voos domésticos de longa distância.

A mudança no escopo de operação do aeroporto de Pampulha, estabelecida pela portaria número 911 do Ministério do Transporte foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira. A alteração veio juntamente com a decisão do governo de Michel Temer de não incluir o aeroporto de Congonhas no programa de desestatização, em meio a pressões políticas.

Para manter sua influência sobre a Infraero, o Partido da República exigiu a suspensão da concessão de Congonhas e, em troca, prometeu votar para derrubar a denúncia contra Temer no plenário da Câmara nesta quarta-feira, disseram fontes à Reuters na semana passada.

O Aeroporto da Pampulha só poderá operar voos com no máximo as aeronaves Airbus A318, Boeing 737-700 e Embraer E195, que são aviões de categoria 3C. Essa divisão limita a capacidade máxima das aeronaves que podem operar em Pampulha.

 

Via – Reuters

COMPARTILHAR