Foto - GRUAirport/Juvenal Pereira

Em 2017, 37,7 milhões de passageiros embarcaram e desembarcaram pelo GRU Airport– Aeroporto Internacional de São Paulo, representando um aumento de 3,2% em relação à movimentação de passageiros de 2016, que foi de 36,6 milhões. Desse total, 23,7 milhões (63%) eram de voos domésticos e 14 milhões (37%), de voos internacionais.

Em 2017, o destaque fica por conta do segmento internacional, que teve um incremento de 3,6% em relação à 2016 e obteve seu recorde no número de movimentações de passageiros. No setor doméstico, o crescimento foi de 2,9%.

 

Voos – Em relação a movimentação de aeronaves, no ano passado, o aeroporto operou 266.016 voos – pequena retração de 0,5% em relação a 2016, quando foram registrados 267.491 pousos e decolagens.

Recorde – O GRU Airport já registrou seu primeiro recorde nas quatro primeiras semanas do ano. No dia 13 de janeiro, o aeroporto teve movimentação de 49.345 passageiros internacionais (incluindo embarque, desembarque e conexões). É o maior volume do ano até aqui.

Já em movimentações de aeronaves, no mesmo dia foi registrado o recorde de pousos e decolagens internacionais, como 235 voos. No dia 28 de janeiro, foram registrados 234 voos. Antes destes dois números, o recorde anterior foi de 233 voos, registrado no dia 15 de julho de 2017.

Os maiores do Mundo – O GRU Airport recebe, diariamente, os dois maiores aviões de passageiros do mundo. O A380, da Emirates, e o Boeing 747-800, da Lufthansa, pousam e decolam todos os dias pelo GRU Airport, levando, em média, cada um, por voo, cerca de 500 passageiros para Dubai e Frankfurt, respectivamente.

No dia 16 de janeiro, excepcionalmente, o GRU Airport recebeu três aeronaves A380 da Emirates – por conta de uma manutenção de uma aeronave. Eles estavam posicionados no pátio juntamente com o Boeing 747-8 da Lufthansa, em uma oportunidade rara de ver os maiores do mundo, ao mesmo tempo.

Isso só foi possível, pois a Concessionária realizou uma série de investimentos no sistema de pistas. O circuito foi adequado com o objetivo de garantir a segurança da aeronave, sendo alargadas as pistas de pouso/decolagem e taxiamento.

 

Futuro – O nível de evolução do aeroporto só foi possível graças aos investimentos em infraestrutura desde que a concessionária passou a participar da gestão do GRU Airport, em fevereiro de 2013.

Neste ponto, destacam-se as melhorias na construção do Terminal de Passageiros 3 e o projeto de modernização do Terminal 2, que acrescentou 23 mil m² de área operacional (check-in, raio-X, controle de passaporte, restituição de bagagem) e 4,6 mil m² de espaços comerciais, partindo de 90 lojas para mais de 270 operações.

A meta agora é iniciar o novo ciclo de obras para atingir, no final da concessão, a capacidade para receber mais de 60 milhões de passageiros por ano. Para chegar neste patamar, a Concessionária planeja algumas obras em diversos setores do aeroporto, com destaque para um novo pátio de aeronaves, com planejamento para 2019, o novo Pier no Terminal 3, para 2021. Além disso, existem projetos para outros novos pátios até o final da concessão.

This post is available in: pt-brPortuguês