A Gulfstream Aerospace recebeu na semana passada o certificado de tipo do G500, o mais novo jato executivo da empresa, pela Federal Aviation Administration (FAA), dos EUA.

Conjuntamente a FAA também cedeu um certificado de produção para o G500, autorizando a produção em série da aeronave. O G500 é o primeiro avião da Gulfstream a receber seus certificados de tipo e produção no mesmo dia.

De acordo com a Gulfstream, foram mais de 5000 horas de testes em voo, com cinco protótipos do G500. A finalidade da empresa de acumular tantas horas assim é ampliar a confiabilidade do seu novo jato, que pelas características de uso dessa aeronave, não pode contar com feedback dos clientes.

A entrega da primeira aeronave de série deverá ser no 4º trimestre de 2018, para um cliente não divulgado pela empresa.

O G500 vem para substituir o G450, que deriva de uma aeronave da década de 80. Com um projeto totalmente novo, ele conseguirá voar por até 9630 km sem escalas, em regime de velocidade máxima de cruzeiro (Mach 0.90), enquanto em econômico (Mach 0.85) o alcance aumenta para cerca de 9950 km.

A nova variante (G500) é cerca de 60 km/h mais rápida e mesmo assim 18% mais econômica em comparação com o G450.

O G500 conseguirá voar por até 9630 km sem escalas, em regime de velocidade máxima de cruzeiro, enquanto em econômico (Mach 0.85) o alcance aumenta para cerca de 9950 km. Esse avião realizou até mesmo um voo de testes de Londres para Las Vegas, que durou 10h19 no total, puramente para verificar o alcance da aeronave e provar que ela é capaz de ligar qualquer parte dos EUA com a Europa.

Esse pequeno jato executivo vale “suaves” US$ 44,5 milhões a unidade.

This post is available in: pt-brPortuguês