A Honda Aircraft Company anunciou hoje que o HondaJet recebeu o certificado de tipo da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). O anúncio foi feito na Latin American Business Aviation Conferecen & Exhibition (LABACE) 2017, que ocorre de 15 a 17 de agosto, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, onde um HondaJet está em exibição estática.

O certificado de tipo brasileiro para o HondaJet segue a aprovação nos Estados Unidos (Federal Aviation Administration), Europa (European Aviation Safety Agency), México (Directorate General of Civil Aviation) e Canadá (Transport Canada).



Foto – Honda Aircraft/Divulgação

“Estamos muito satisfeitos por conquistar a certificação brasileira para o HondaJet”, afirmou o Presidente e CEO da Honda Aircraft Company, Michimasa Fujino. “Estamos ansiosos para atender aos interesses dos clientes de um dos maiores mercados para jatos executivos no mundo.”

A Honda Aircraft escolheu a Líder Aviação como representante exclusiva de vendas, serviços e suporte para os clientes do Brasil. Com 21 bases em todo o Brasil, a Líder atua em cinco unidades de negócio e oferece soluções completas em aviação executiva.

“O certificado de tipo é um marco importantíssimo para o mercado brasileiro”, disse Eduardo Vaz, presidente da Líder Aviação. “A aeronave é ideal para viagens dentro do território nacional, conectando as principais cidades com o conforto, a rapidez e a alta performance que só o HondaJet pode oferecer”.

Na sequência da LABACE, o HondaJet fará um tour pelas Américas Latina e Central, incluindo a República Dominicana, Porto Rico, Trindade e Tobago, Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Colômbia, Panamá, Nicarágua e Guatemala, durante os meses de agosto e setembro.

Com sede no Piedmont Triad Airport, Greensboro, a Honda Aircraft tem vindo rumo a certificação a mais de 12 anos. O primeiro HA-420, uma aeronave protótipo, realizou primeiro voo em 2003, desde então a Honda redesenhou alguns componentes e fez vários testes de motor na aeronave, a GE Aviation produziu o turbofan HF120 especialmente para esse modelo.

Com 13 metros de comprimento e 12 m de envergadura, o HondaJet atinge 778 km/h e tem autonomia para voar 2185 km. A aeronave é movida por dois motores a jato, GE Honda HF120, altamente econômicos. É equipado com o mais sofisticado painel de voo digital (glass flight deck) disponível em qualquer jato executivo leve, um Honda Garmin G3000 personalizado de última geração e um sistema de aviônicos totalmente digital, composto por três monitores de 14 polegadas em formato paisagem e controladores de tela de toque duplo.

 

Mercado de aeronaves compartilhadas

Em outubro de 2016 a Líder divulgou que estava colocando o HondaJet no mercado de aeronaves compartilhadas, adicionando o equipamento na sua lista de aeronaves disponíveis.

A lógica do programa é simples: o usuário que contrata o serviço tem um avião ou helicóptero à disposição, e tem direito a uma determinada quantidade de horas de voo. Além da taxa de entrada, proporcional à duração do contrato, os demais custos, como tripulação, seguro, hangaragem, entre outros, passam a ser rateados, reduzindo, assim, as despesas. 

Outro diferencial do programa é que o cliente não compra uma parte da aeronave, mas um direito de uso do aparelho. Dessa forma, ele sabe exatamente quanto vai gastar e tem total previsibilidade do fluxo de caixa.