A Infraero concluiu o trabalho de remoção da aeronave da Sterna Linhas Aéreas às 15h07 (horário de Brasília). Depois de uma ação complexa e cautelosa, que contou com o apoio de 150 pessoas, um guindaste e uma carreta, o A300 de 165 toneladas foi deslocado para o pátio militar do Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes.

A operação exigiu a retirada manual de 20 toneladas de carga, bem como de 11 mil litros de combustível. Esses procedimentos foram necessários para aumentar a segurança da operação, além de deixar a aeronave mais leve, facilitando o trabalho. Outro desafio enfrentado pelas equipes foi o de destravar as rodas do trem de pouso, que chegaram a dificultar o deslocamento da aeronave

Apesar de toda a complexidade da operação, os pousos e decolagens ocorreram normalmente, com 96% da movimentação média sendo atendida mesmo com as restrições, o que destacou a capacidade das equipes em garantir o funcionamento do aeroporto, reduzindo os impactos.

 

 

Via – Infraero

 

Veja mais em:

Aeronave da Sterna sofre colapso no trem de pouso no Aeroporto Internacional do Recife

 

COMPARTILHAR