Foto - Divulgação/Infraero

Para a conclusão das obras do Aeroporto de Plácido de Castro, em Rio Branco (AC), foram investidos R$ 178,2 milhões na ampliação do terminal de passageiros, que aumentou a capacidade operacional de 1,3 milhão para 2,4 milhões de passageiros por ano, além da reforma da pista de pouso e decolagem. O empreendimento faz parte do Programa Avançar, que prevê a retomada de grandes obras para serem concluídas até o final de 2018. A solenidade de entrega das obras aconteceu, nesta quinta-feira (12/04), no terminal acreano e contou com a presença de diversas autoridades.

Para o ministro dos Transportes, Portos e Aviação, Valter Casimiro, essa é uma marca do atual governo. “Essa obra foi iniciada em 2014 e precisávamos ter recurso priorizado pelo Governo Federal para a sua conclusão. O aeroporto foi incluído no Avançar e, agora, estamos entregando para a população um terminal mais confortável e de qualidade”, avaliou.

Em 2017, o terminal movimentou quase 345 mil passageiros (embarques e desembarques), registrando uma queda de 2,9% em relação ao ano anterior, e 1,5 mil toneladas de cargas, alta de 20% na comparação. No aeroporto operam as companhias Gol Linhas Aéreas e Latam Linhas Aéreas, que oferecem voos diários para as cidades de Brasília (DF), Cruzeiro do Sul (AC), Manaus (AM), Porto Velho (RO) e Guarulhos (SP).

Foto – Divulgação/Infraero

O aeroporto está localizado a 18 quilômetros do centro da capital acreana e atende demandas relacionadas à aviação doméstica, internacional, geral e militar, mantendo operações de companhias aéreas regulares, de táxis aéreos e de aviação geral.

De acordo com a Infraero, responsável pela administração do aeroporto, do total de R$ 178,2 milhões, R$ 43,2 milhões foram utilizados na ampliação do terminal, que quase triplicou a área, passando de 4,6 mil m² para 12,8 mil m². A sala de embarque doméstico, que antes tinha 324,01 m², agora possui 779,60 m², e o desembarque doméstico passou de 352,60 m² para 825,08 m². O aeroporto também ganhou novas salas de embarque e desembarque internacional, com área de 226,98 m² e 571,05 m², respectivamente.

Além disso, o terminal recebeu uma escada rolante, 16 novas posições de check-in, mais uma esteira para restituição de bagagens, e mais um elevador. Foram disponibilizadas quatro lojas para locadoras de veículos e salas para alguns órgãos públicos, como Anvisa, Vigiagro, Receita Federal, Secretaria de Turismo, Polícia Federal e Tribunal de Justiça (Juizado de Menor).

O mix comercial foi ampliado e conta com três lojas e dois quiosques no piso térreo, e oito pontos disponibilizados para atividade de alimentação e um restaurante no primeiro pavimento.

Outro grande investimento, R$ 135 milhões, foi a reforma da pista de pouso que passou pela substituição da base e aplicação de novo pavimento de asfalto, aumentando o suporte e melhorando o nível de conforto de rolagem das aeronaves, pistas de taxiamento e pátio de aeronaves. O sistema de drenagem foi substituído e foi construído um novo balizamento noturno.

 

Via – Ministério dos Transportes

This post is available in: pt-brPortuguês