Após meses de negociações, os representantes da Boeing confirmaram que a empresa assinou um acordo preliminar avaliado em US$ 25 bilhões, para a venda de 100 aeronaves ao Irã,

“A Boeing confirma a assinatura de um Memorando de Acordo (MOA) com Iran Air, expressando a intenção da companhia aérea para adquirir aviões de passageiros da Boeing”, disseram os representantes da Boeing.

A Iran Air afirmou que o acordo inclui uma mistura entre as aeronaves Boeing 737NG, 777-300ER e 777X. A companhia aérea irá obter os aviões através de compra direta negociada com bancos, mas o contrato terá que ser aprovado pelos governos dos EUA e do Irã antes de ser oficialmente confirmado. “Quaisquer contratos com as companhias aéreas iranianas será condicionada à aprovação do governo dos EUA”, disse o porta-voz da Boeing.

Entre as aeronaves de interesse do Irã está o novo 777-9X.
Entre as aeronaves de interesse do Irã está o novo 777-9X.

A frota de aeronaves na Iran Air consiste em cerca de 140 aeronaves e é reconhecida como uma das frotas mais antigas do mundo, com presença de aeronaves históricas como 747-100, 747-SP e até pouco tempo atrás o 727. Estima-se que o país precisará de cerca de 400 aeronaves wide-body e 100 narrow-body para atender à demanda do país, ao todo o Irã planeja investir até 50 bilhões de dólares na renovação de toda a frota.

Após as sanções que foram suspensas em janeiro deste ano, atribuídos ao programa nuclear do Irã, o país tem procurado renovar a sua frota. Já houve um acordo provisório com a Airbus para a compra de 118 aviões, o pedido inclui 21 aeronaves da família A320ceo, 24 para a nova geração A320neo, 27 aeronaves A330ceo, 18 aeronaves de nova geração A330-900neo, 16 A350-1000XWB e 12 A380, em um contrato de US$ 27 bilhões. No entanto essa compra está esperando a aprovação dos Estados Unidos, devido a quantidade de tecnologia americana fornecida para a Airbus.

O governo iraniano também realizou uma encomenda fixa para 20 unidades do ATR 72-600, com opções de compra para outras 20 aeronaves do mesmo tipo. O valor total de contrato é de 1 bilhão de dólares e será destinado para a Iran Air.

Atualmente, a Iran Air, maior companhia aérea do país, opera 43 aeronaves em 27 de doméstica e 29 rotas internacionais. Sua frota é composta principalmente de aeronaves da Fokker e Airbus. Na semana passada, a Comissão Europeia removeu a maioria dos aviões da transportadora iraniana da lista negra de segurança aérea, permitindo que retome suas operações para a União Europeia.

COMPARTILHAR