A Irkut relatou que o primeiro voo do MC-21, seu novo avião, está próximo de ocorrer, a aeronave já completou os testes de taxiamento em baixa e alta velocidade, assim a aeronave já está apta para realizar o seu primeiro voo, que irá ocorrer entre os últimos dias de maio e os primeiros dias de junho.

A fabricante ainda prevê que o MC-21 seja certificado em 2018, apesar das extensas inovações desse novo avião Russo, a EASA certificaria o avião em 2019, abrindo um potencial mercado para a Rússia, que agora tenta voltar com força ao mercado de aviação comercial com jatos de menor preço e com maior comunalidade com as aeronaves da Boeing e Airbus.



Interior do MC-21. Foto – Aleksey Kudenko

O desenvolvimento do MC-21 começou em 2008, quando a Irkut aprovou as primeiras características da aeronave, o primeiro voo do avião estava previsto para 2016, mas alguns atrasos no projeto da aeronave levaram essa data para 2017. Apesar disso a Irkut progride bem com os testes, utilizando da sua experiência anterior com as empresas Sukhoi, Yakovlev e Tupolev, essas três, juntamente com a Irkut fazem parte da UAC.

O curioso é que para se adequar ao “mercado ocidental” de aeronaves a Irkut selecionou os motores PD-14 da Aviadvigatel, e o motor Pratt & Whitney PW1400G -JM, uma variante do modelo que equipa aeronaves famosas como o Airbus A320neo, CSeries e E-Jet E2.

Cockpit do MC-21. Foto – Aleksey Kudenko

Seguindo o mesmo conceito que escolheu para os motores, a Irkut selecionou a Honeywell , Thales, Elbit Systems, Zodiac Aerospace, Eaton, Meggitt, UTC Aerospace Systems e Goodrich para o fornecimento de tecnologias e peças para o novo avião, tudo isso com intuito de “ocidentalizar” o MC-21, e tornar seus sistemas comuns para companhias aéreas que já operam com o Boeing 737 e o Airbus A320. A semelhança é tanta que a aeronave tem até um sistema fly-by-wire avançado e sidesticks nos lugares dos manches.

Ao todo a Irkut tem 175 encomendas, com mais 100 opções de compra para o MC-21, a maior parte de companhias da Rússia, como a Aeroflot.