Iron Maiden se despediu hoje do Ed Force One, o enorme Boeing 747-400 que transportou a banda britânica ao redor do mundo durante o The Book Of Souls World Tour. O último voo da aeronave, pilotado sempre pelo vocalista Bruce Dickinson, foi entre Oslo e Gothenburg.
666… a data escolhida pela banda para a despedida de seu avião, 6/16/16 é uma espécie de ironia e referência ao famoso sucesso do Iron Maiden, The Number Of The Beast.

Em um vídeo postado no YouTube, Dickinson diz que sentirá a falta do avião que os levou através da Ásia, Oceania, América (Norte e Sul) e África. O vocalista disse que o Ed Force One ainda tem uma tarefa pendente, ou seja transportar um grande número de fãs da Islândia para Marselha (França) para testemunhar o jogo contra a Hungria para o Campeonato Europeu.

Já que as distâncias no continente Europeu são curtas, a banda considerou desnecessário continuar se locomovendo com o avião. A partir de agora, a equipe se mobilizará em caminhões e ônibus.

Algumas fotografias do Ed Force One quando esteve em Brasília:

Durante a turnê do Iron Maiden, o Ed Force One virou notícia com a sua chegada em Zurique (Suiça), quando foi comparado com os pequenos aviões do presidente da França, François Hollande, e a chanceler alemã, Angela Merkel.

 

Durante seu período de operação com o Iron Maiden, o Ed Force One sofreu algumas avarias enquanto estava de passagem pelo Chile. Em um procedimento de reboque, um pino que travava o mecanismo quebrou e a aeronave avançou em cima do trator de serviço, o resultado foi duas carenagens do motor danificadas, que exigiu também a troca de dois motores. A banda ficou em algumas etapas sem a presença do Ed Force One, mas logo a aeronave foi devolvida e permitiu que a banda continuasse sua turnê pelo Brasil com o 747.

O primeiro lugar que o Ed Force One pousou no Brasil foi em Brasília, onde a equipe da Aeroflap teve o privilégio de tirar diversas fotos, desde o momento que pousou até a sua decolagem.

 

COMPARTILHAR