O primeiro F-35A montado em solo japonês foi revelado hoje nas instalações da Linha de Montagem Final da Mitsubishi Heavy Industries (MHI). O local é operado pela Mitsubishi com supervisão técnica da Lockheed Martin, para auxiliar na produção do F-35, e dos EUA, para garantir as tecnologias utilizadas.

A cerimônia realizada na unidade teve a presença de aproximadamente 200 pessoas, incluindo o alto escalão de executivos da Mitusbishi Aircraft e da Lockheed Martin, além de líderes do governo e da indústria de defesa do Japão e dos Estados Unidos, destacando a a forte parceria entre o Ministério da Defesa do Japão, e o Departamento de Defesa dos EUA.

Foto – Thinh Nguyen/Lockheed Martin

A Força Aérea de Auto-Defesa do Japão planeja implantar o caça no primeiro trimestre de 2018, na Base Aérea de Misawa, que fica próxima da Prefeitura de Aomori.

O F-35 foi desenvolvido em conjunto por nove países, incluindo os Estados Unidos, Itália Grã-Bretanha e Austrália. A Lockheed Martin é o principal fabricante. Atualmente o F-35 só pode ser montado por três países, são eles: EUA, Itália e Japão.

O Japão escolheu o F-35 para compor suas forças de defesas em 2011, no total o país encomendou 42 aeronaves F-35A, sendo que os primeiros quatro já foram fabricados nos EUA e entregues para o Japão, e 38 aeronaves serão montadas na MHI, no Japão, com componentes importados.

O Departamento de Defesa dos EUA selecionou a MHI, em 2014 para a instalação de reparação e reparação de reparos de manutenção do F-35 na região da Ásia-Pacífico.

This post is available in: pt-brPortuguês