A avaliação deste voo foi feita por Steven Holanda. Ele esteve em Miami e voltou para o Rio de Janeiro com a LATAM, em classe Business, após um upgrade com pontos Multiplos.

Companhia: LATAM Brasil
Voo: 
JJ8057
Aeromóvel: Boeing 767-316(ER) – (PT-MSV)
Data: 06/11/2017 Horário: 21:50 →  09:40 
De: Miami (MIA) Para: Rio de Janeiro (GIG)

1. COMPRA

A passagem foi emitida com pontos Multiplus, as operações de compra foram todas muito simples, sendo necessário pagar somente a taxa de embarque.

Devido ao destino final, a cidade de Belém, a única complicação foi encontrar uma conexão viável da LATAM para diminuir o mais possível o tempo de espera. Isso infelizmente não foi possível, tendo que fazer diversas conexões. O tempo total da viagem foi de 23h passando por Rio de Janeiro e São Paulo. Acreditem-me, eram as conexões mais curtas disponíveis devido à escala de voo estar reduzidíssima depois de seguentes cancelamentos.

[Arraste a página para esquerda ←]

2. CHECK IN

A operação de check-in online foi muito simples e intuitiva. Uma vez digitado os dados pessoais na emissão da passagem, os mesmos ficam salvos no aplicativo, sendo necessário apenas confirma-los para efetuar o check-in em apenas 30 segundos.

O check-in para os Estados Unidos pode ser feito com apenas 24h de antecedência, mas tive um pouco de confusão em um primeiro momento. Recebi um e-mail pedindo para efetuar o check-in enquanto ainda não estava disponível pelo sistema.

Chegando no Aeroporto de Miami, me reparei com a grande a infraestrutura da LATAM. A mesma, após a fusão entre a LAN e a TAM está muito melhor e inclusive maior em questão de serviços oferecidos ao cliente, como guichês, atendentes, etc… 

[Arraste a página para esquerda ←]

3. SALA VIP

A sala VIP foi uma surpresa bem agradável visto que a mesma é de propriedade da LATAM, extremamente grande e bem servida. A Sala VIP é acessível aos clientes qualificados que viajam por qualquer companhia aérea membro da Oneworld.

Fiquei o final do dia na sala e pude notar uma intensa movimentação de passageiros dos voos da LATAM. Até mesmo em momentos de lotação, os alimentos estavam sempre sendo trocados e substituídos, para estarem sempre bem servidos nas bandejas e em porções de pratos. A comida estava realmente muito boa.

Eu diria que a sala VIP de São Paulo é um pouco melhor, seja pelo ambiente que pela a harmonização, porém a de Miami serve muito bem os passageiros em termo de refeições.

Fico feliz em saber que a LATAM faz que a própria sala VIP seja superior em relação com as de outras companhias.

O que invés me desapontou foi o necessaire oferecido na sala de banho, com sabonete, shampoo, condicionador e hidratante. Tendo que destrancar minha mala para pente, pasta de dente, escova, etc… Isso apenas em comparação com o serviço de São Paulo, em que o kit é melhor. De mesma forma isso não influencia muito a experiência do vajante. Muitos preferem usar os próprios pertences.

[Arraste a página para esquerda ←]

4. EMBARQUE

O embarque ocorreu no tempo previsto! O processo foi rápido com vários funcionários checando documentos. A impressão foi que o embarque acabou bem antes do tempo e ficamos no aguardo da hora certa para a aeronave sair do gate.

[Arraste a página para esquerda ←]

5. VOO

O voo foi muito tranquilo, por se tratar de um voo noturno reparei também com o cuidado da tripulação em fechar todas as janelas para que durante a manhã, os passageiros não acordassem com a luz do sol. Os anúncios de cabine foram frequentes mas em momentos oportunos.

A cabine Premium Business do Boeing 767 é diferente das outras aeronaves da companhia. Com certeza a mais simples e menos espaçosa, apesar da configuração 2-2-2, isso devido também pelo tamanho da aeronave, sendo bem menor dos 777 e A350.

Os assentos reclinavam de 180°, porem são mais estreitos em comparação com outras aeronaves ou pelo menos foi essa a impressão.

[Arraste a página para esquerda ←]

6. SERVIÇO DE BORDO

O jantar e café da manhã são muito bem servidos! Fiquei satisfeito durante toda a viagem.

As opções eram as seguintes:

A sopa veio fria e os pães de acompanhamento estavam passados. tanto no jantar quanto no café da manhã. É bem frustrante comer pão velho em um padrão de serviço como deveria ser o da LATAM.

Notei uma diferença crescente do atendimento conforme as aeronaves da companhia, sendo o atendimento no 767 inferior ao 777 e a do 777 inferior ao A350 (no A350 por exemplo foram distribuídos pijamas, e no dia seguinte a tripulação entregava as roupas etiquetadas com o nome, aos passageiros, para os mesmos irem se trocar pela manhã). No 777 invés além do espaço e uma iluminação melhor, as bandejas eram mais espaçosas, sendo mais cômodas no momento da refeição.

O jantar pelo contrario estava bom e bem servido. A salada e seu molho sempre acompanham e se encaixam perfeitamente bem, harmonizando-se ao prato servido.

[Arraste a página para esquerda ←]

7. ENTRETENIMENTO

O serviço de entretenimento da classe Premium Business do voo JJ8057 é o mesmo que se encontra nos voos domésticos da LATAM através do LATAM Entertainment. E’ possível ver mais de 100 filmes, entre estreias e clássicos, séries com temporadas completas, episódios de TV de diversos gêneros, passar o tempo jogando, e escutar uma grande seleção de música.

A tela individual não tem a mesma resolução das telas equipadas no A350, e muito menos acho que esse sistema da LATAM seja equivalente para manter o passageiro entretido por 9 horas ininterruptas.

[Arraste a página para esquerda ←]

8. CONCLUSÃO

Um voo muito tranquilo, porém nota-se uma diferença enorme em relação ao equipamento da companhia, como por exemplo o banho do 767, completamente diferente das outras aeronaves da LATAM.

Conhecendo as outras aeronaves, com certeza aconselharia a mesma rota de São Paulo feita com o 777.

Em definitiva não diria que a categoria Premium Business seja igual para todos os voos da LATAM visto que há uma diferença enorme em relação a cabine e o conforto entre as aeronaves e o serviço prestado.

 

RESULTADO FINAL
Check-in
Sala VIP
Pontualidade
Atendimento
Serviço de bordo
Entretenimento
Conforto
Custo-benefício
COMPARTILHAR