No dia em que a Lufthansa celebrava 16 anos do primeiro voo de longa distância entre Berlim e os Estados Unidos, foi reintroduzida a rota Berlim-Nova York (Aeroporto JFK) para os passageiros que estão interessados em voar diretamente para Berlim. Pela primeira vez, desde 2001, a Lufthansa está deixando uma aeronave de longa distância em Berlim, com o objetivo de conectar a capital alemã à Big Apple.

Desde a semana passada, a Lufthansa oferece voos diretos cinco vezes por semana – de segunda, terça, quarta, quinta e sábado – usando um Airbus A330-300 para Berlim. Com a nova rota, o Grupo Lufthansa oferece voos diretos da região metropolitana de Nova York para quatro destinos na Alemanha – Frankfurt, Munique, Dusseldorf e Berlim.



A nova rota Berlim-Nova York vai ser transferida para a Eurowings, o braço da Lufthansa para as rotas ponto a ponto com foco em lazer, em meados de 2018, com a incorporação do Aeroporto de Tegel para as operações de longa distância da Eurowings. A Eurowings tem planos de acelerar o crescimento das rotas de longa distância no horário de verão europeu 2018, aumento a capacidade para uma frota de dez aeronaves.

Foto – Divulgação/Lufthansa

A expansão vai dar à companhia de baixo custo uma presença particularmente forte na região Rhine-Westphalia, de onde a companhia vai servir vários destinos em todo mundo com pelo menos sete aeronaves de longa distância. As cidades servidas vão incluir destinos populares nos Estados Unidos, Caribe e Extremo Oriente.

A rota JFK- Aeroporto de Tegel conecta dois pontos turísticos mais vivos e mais globais. Berlim é uma cidade dinâmica com fortes raízes históricas e diversidade cultural. Os passageiros que voam para lá podem esperar encontrar um surpreendente cenário artístico, bem como muitos marcos modernos e históricos.

“Nós damos muito boas vindas ao comprometimento da Lufthansa”, disse Burkhard Kieker, CEO do visitBerlin, o órgão de turismo de Berlim. “A nova conexão direta vai garantir que Berlim esteja muito bem conectada com os nossos maiores mercados intercontinentais.”

O número de visitantes americanos em Berlim continua a subir. Entre janeiro e agosto de 2017, algo em torno de 259 mil americanos visitaram a cidade, um aumento de 9,9% se comparado ao mesmo período do ano anterior.