Decolou agora pouco do Aeroporto de Guarulhos, exatamente às 22h47, para levar um transformador de 155 toneladas para Santiago, no Chile, cumprindo o voo ADB3700. A decolagem ocorreu com mais de 12h de atraso, anteriormente estava previsto para 8h05 do dia 15 de novembro. Esse é o único avião capaz de transportar uma carga com essas dimensões e peso.

O atraso foi gerado por conta de um problema no alinhamento da carga, até a tarde desta terça-feira ainda havia movimentação para colocar o transformador dentro da aeronave.

Na sua chegada ao Brasil a Aeroflap fez uma transmissão ao vivo diretamente do Aeroporto de Viracopos, além de tirar fotos e em breve postaremos um vídeo desse momento histórico. A sua chegada em Guarulhos, que ocorreu às 23h25 aproximadamente, a GRU Airport transmitiu para mais de 800 mil pessoas online através de sua página no Facebook.

O GIGANTE, como apelidamos aqui na Aeroflap, é realmente incrível, ele tem 84 metros de comprimento com aproximadamente 88 metros de envergadura e pesa 285 toneladas, sem carga ou combustível. Totalmente carregado ele pode chegar a 640 toneladas, além de conseguir transportar mais de 240 toneladas só de carga interna ou 200 toneladas na parte externa, essa aeronave aceita até 300 toneladas de combustível.

Em 2010 o Mriya pousou em Guarulhos com uma carga de grande porte para a Petrobrás, o trabalho de descarregamento da aeronave demorou cerca de 12 horas, devido ao tamanho da carga e ao peso. Para facilitar nesses casos o An-225 tem um guindaste interno, capaz de içar carga para o fundo da fuselagem, além de uma porta no nariz.

Foto - GRU Airport/Via Facebook
Foto – GRU Airport/Via Facebook

O Aeroporto de Guarulhos realizou em 2015 uma adequação para receber aeronaves de grande porte, algumas taxiways foram alargadas para possibilitar a manobra de grandes aeronaves no pátio, uma pista também teve sua largura aumentada de 45 metros para 60 metros para se enquadrar na certificação do tipo F, exigida para aeronaves em que a asa mede mais de 65 metros.

Inicialmente o An-225 foi criado para transportar o ônibus espacial soviético “Buran”, mas ao fim da URSS foi abandonado durante anos e então retomado pela Antonov para realizar transporte de carga em todo mundo. O Antonov é tão exclusivo quanto as suas cargas, muitas delas têm dimensões que só são compatíveis com o 225.

Sua tripulação é bastante numerosa, são cerca de seis tripulantes trabalhando ao mesmo tempo no cockpit, e 17 no total para cada voo. Esse é o único exemplar no mundo, que pode ganhar um irmão gêmeo em breve.

 

 

Obrigado a todos os nossos leitores por acompanhar a trajetória dessa aeronave conosco.

 

Veja mais em:

Vídeo – Cockpit do Antonov An-225 durante a decolagem

Pousou no Brasil o maior avião do mundo // Antonov An-225

 

COMPARTILHAR