Foto - Força Aérea Brasileira/Divulgação
Foto – Força Aérea Brasileira/Divulgação

“Querido Papai Noel, meu nome é Victor Gabriel, tenho 11 anos, venho de uma família simples e meu grande sonho é ser piloto da Aeronáutica”. Assim começa o texto da cartinha enviada aos Correios.

O pedido do menino, morador de Macaíba, na região metropolitana de Natal, chegou às mãos do Major João Vanderlei Calazans. O militar da reserva da Aeronáutica contatou a unidade da Força Aérea Brasileira na capital Rio Grande do Norte, a recém-ativada Ala 10.

No dia 22 de dezembro, Victor teve o pedido atendido. Acompanhado pela família, o menino conheceu a unidade responsável por especializar os pilotos da FAB nas aviações de caça, helicópteros e transporte.

Foto - Força Aérea Brasileira/Divulgação
Foto – Força Aérea Brasileira/Divulgação

Victor manteve-se atento a todos os detalhes. Logo no início participou de uma solenidade militar na “casa” do Esquadrão Gavião (1º/11º GAV), que forma pilotos de asas rotativas. Ali, Victor teve o primeiro contato com os aviadores e o helicóptero H-50 Esquilo.

Em seguida, visitou o Esquadrão Rumba (1º/5º GAV), onde pode conhecer por dentro o C-95 Bandeirante, aeronave de transporte da FAB. Por fim, dirigiu-se ao Esquadrão Joker (2º/5º GAV), responsável por formar os pilotos de caça da FAB, e fez um voo no simulador da aeronave A-29 Super Tucano.

“Quando ele foi escrever a carta, ele teve receio de não ser chamado. Mas eu disse a ele que deveria pelo menos tentar e estou até agora sem acreditar que deu certo. A gente tem que ensinar os filhos a ter sonhos, a ter um por quê na vida. Então eu sempre o incentivo a correr atrás dos sonhos dele”, afirmou a mãe de Victor, Catiane Vidal Ferreira.

 

Fonte – Força Aérea Brasileira

COMPARTILHAR