O transporte aéreo regular de passageiros permaneceu em crescimento em outubro.

Segundo dados divulgados hoje (22/11) pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a demanda doméstica em termos de passageiros quilômetros pagos transportados (RPK) chegou a 7,8 milhões e registrou aumento de 7,8%, em comparação com mesmo mês do ano passado.

O número representa a oitava alta consecutiva do indicador neste ano. Na oferta de assentos quilômetros ofertados (ASK), a expansão foi de 2,5% em outubro. No acumulado dos 10 primeiros meses do ano, a demanda subiu 2,7% e a oferta apresentou crescimento de 1%.

A participação de cada companhia no mercado doméstico está listada abaixo:

  • GOL – 35,9%
  • LATAM – 33,3%
  • Azul – 16,7%
  • Avianca – 13,6%

A taxa de aproveitamento de assentos das aeronaves no mercado doméstico foi de 83,3%, alta de 5,2% em relação ao mesmo mês de 2016.

Esse é o terceiro aumento seguido no indicador e o maior nível registrado para outubro na série histórica, iniciada em 2000. O aproveitamento nos 10 primeiros meses do ano foi de 81,2%, com variação positiva de 1,7% em relação ao mesmo período de 2016.

O transporte de carga paga e correio no mercado doméstico teve aumento de 5,7% em outubro. Durante esse mês, as empresas aéreas transportaram mais de 37.800 toneladas, o que representou crescimento de 5,7% em relação ao mesmo mês do ano anterior — terceira alta consecutiva do indicador. Nos dez primeiros meses do ano houve um crescimento acumulado de 0,5%.

 

Mercado internacional

As empresas brasileiras registraram em outubro crescimento de 6,2% na demanda internacional em termos de RPK. Este foi o 13º mês consecutivo de alta no indicador.

No mesmo período, a oferta apresentou aumento de 8,2%, em comparação com o ano passado, o que representou o 12º mês consecutivos de alta.

No acumulado de janeiro a outubro de 2017, a demanda internacional cresceu 12,8% e a oferta variação positiva de 10,6%, em comparação com igual período de 2016.

Foram transportados, durante o mês de outubro, 707 mil passageiros pagos por empresas brasileiras em voos internacionais, o que representou o maior nível alcançado para o mês na série histórica, iniciada em 2000.

O mercado de voos internacionais entre as companhias do Brasil foi dividido da seguinte forma:

  • LATAM – 71,1%
  • Azul – 12,3%
  • GOL – 10,3%
  • Avianca – 6,4%

A taxa de aproveitamento dos assentos das aeronaves das empresas brasileiras no mercado internacional foi de 85,5% em outubro, o que representou redução de 1,8% em relação a outubro de 2016. Esta foi a terceira baixa consecutiva do indicador.

Ainda em outubro foram transportadas 21.960 toneladas de carga e correio no mercado internacional, número que representou aumento de 22,8% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Esse segmento acumula alta de 25,7% nos dez primeiros meses do ano.

Os dados estão disponíveis no relatório Demanda e Oferta do Transporte Aéreo – Empresas Brasileiras, divulgado hoje pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). O relatório pode ser acessado na seção Dados e Estatísticas do portal da ANAC na internet ou por meio deste link: Demanda e Oferta do Transporte Aéreo.

O relatório é elaborado com base nas operações regulares e não regulares das empresas brasileiras de serviços de transporte aéreo público.

 

Via – ANAC

COMPARTILHAR