Desde junho a Qatar Airways está passando por uma situação complicada, isto porque vários países do Oriente Médio colocaram severas restrições no país sede da companhia, o Qatar, e que afeta diretamente o espaço aéreo vizinho, restringindo os voos para alguns países e gerando escalas de reabastecimento que antes não tinha necessidade.

Mesmo gastando mais combustível e com menor mercado no Oriente Médio, a Qatar Airways manteve a expansão da frota, com o lançamento de dois voos já em agosto, o primeiro entre o Qatar e Sohar, no Omã, a partir do dia 8 de agosto, e o segundo para a capital da República Tcheca, a partir do dia 21.

Todos os voos acima são operados por aeronaves A320ceo da Airbus, visto que a Qatar ainda não recebeu o A320neo.

Além disso a companhia também iniciou voos para Dublin recentemente, além de iniciar voos para Skopje, na Macedônia, na próxima segunda-feira (17/07). Em 2018 a Qatar também colocará mais voos para vários destinos, incluindo o Rio de Janeiro, no total a companhia planeja atender 25 novas cidades em dois anos (2017 e 2018).

Apesar disso a Qatar já se livrou das sanções para voos aos EUA, que baniam a presença de notebooks e tablets a bordo da aeronave, o que é um ponto positivo para os passageiros da companhia. Porém a companhia ainda luta contra o embargo dos países árabes, que prorrogaram o prazo para a entrega da defesa por parte do Qatar.

COMPARTILHAR