A NASA atrasou o lançamento do seu foguete SLS para 2019, o prazo anterior era para realizar esse voo ser realizado em novembro de 2018. Essa decisão também foi contra a uma ideia da Casa Branca de colocar logo os astronautas a bordo da cápsula Orion, que está pronta para voar em torno da Lua, disse a agência espacial dos EUA na sexta-feira.

O foguete SLS é um novo e potente método que a NASA usará para enviar astronautas para o espaço profundo, como a Lua, Marte e até mesmo luas de planetas como Júpiter e Saturno, a cápsula Orion, desenvolvida pela Lockheed Martin será a grande responsável por transportar astronautas nesses voos tripulados.

Os primeiros voos da Orion seria para a Lua, para certificação das suas funcionalidades, e após ser aprovada para realizar um voo para Marte. Em fevereiro, a administração de Donald Trump “cobrou” da NASA uma solução mais rápida para enviar novamente astronautas para a Lua, a SpaceX aproveitou para declarar que planeja levar dois humanos para a Lua em 2018, nessa mesma época.

O responsável pelo atraso seria uma alteração no sistema de apoio aos tripulantes, que custarou US$ 300 milhões a mais e atrasou o voo para a Lua com a cápsula Orion para 2020. Esse voo seria realizado anteriormente em 2019.

Agora o primeiro lançamento, que será feito em caráter e testes e sem a cápsula Orion, será feito no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, em 2019. A NASA ainda declara que o foguete pode correr o risco de só ter o seu segundo voo em 2021.

 

Até o final do próximo ano fiscal, que ocorrerá em 30 de setembro de 2018, a NASA terá gasto US$ 23 bilhões no foguete SLS, incluindo a cápsula, o local de lançamento e sistemas de apoio, de acordo com uma auditoria do Escritório da Inspetora Geral da NASA.

 

Via – Reuters

This post is available in: pt-brPortuguês