STS
Foto – NASA

A NASA, uma das principais agências do setor Aeroespacial, abriu a seleção para o que pode ser considerado um sonho por muitas pessoas, o cargo de astronauta para trabalhar em missões espaciais da agência. De acordo com eles o salário mensal pode varia de US$ 5.500 a US$ 12.000, à depender de seu cargo, não está incluso no valor os benefícios que a agência oferece para os seus funcionários.

Os futuros astronautas serão distribuídos em 4 missões diferentes da NASA, sendo possível até colaborar com a ida do homem até Marte. Entre elas está a Orion que tem como meta viagens longas até a Lua, Marte e asteróides, dessa forma o homem poderá voltar à Lua novamente depois de 50 anos sem outras missões tripuladas. O tripulante escolhido também viajará entre diversas cidades de todo o planeta onde a NASA tem centro de treinamento.

Projeção da Casa Branca para a exploração humana em Marte.

Logicamente a maior agência do setor aeroespacial não iria querer candidatos pouco preparados ou aventureiros, os requisitos para participar da seleção são bastante elevados até mesmo para quem já fez superior na área. Qualquer pessoa que tenha um bacharelado em engenharia, biologia, física, ciência da computação ou matemática já está apto à participar da seleção. Entre outros aditivos cobrados pela NASA está a experiência de 3 anos na área onde a pessoa atua e é formada, porém se a pessoa tiver doutorado ou mestrado o tempo é diminuído para nenhuma experiência, ou 2 anos na área para o caso do mestrado.

Além dos requisitos de formação acadêmica, a NASA estipula uma faixa ideal de altura para os diversos cargos como pilotos ou especialista de missão, que vai de 1,47m até 1,93m. Além disso o candidato terá de passar por testes de porte físico e fisiológico (para identificar possíveis usuários de droga) e ter o porte de cidadania americana. Inglês fluente é um requisito básico para o cargo.

O período de treinamento logo após a escolha da equipe durará no total 2 anos, nesse período o futuro astronauta irá passar por uma extensa bateria de treinamentos militares para resistência física, aulas de voo real e mergulhador aquático. Depois dos dois anos de treinamento a tripulação ainda será submetida à um período na ISS (Estação Espacial Internacional), aprendizado do idioma Russo e robótica.

COMPARTILHAR
Pedro Viana

Acadêmico de Engenharia Aerospacial – Editor de foto e vídeo – Fotógrafo – Aeroflap