A NASA está em processo de construção do edifício que irá fabricar o foguete SLS, que pertence ao próximo nível de lançadores similar ao Saturn V, o foguete que levou o homem até a Lua. Porém o SLS poderá ter uma missão ainda mais grandiosa, dotado da cápsula Orion ele poderá levar os primeiros homens para Marte ou fazer diversas missões para a Lua.

A foto acima mostra uma vista de baixo para cima do edifício High Bay 3, responsável pela montagem de veículos espaciais no Centro Espacial Kennedy da NASA na Flórida, na foto também podemos ver três plataformas de trabalho instaladas para o foguete SLS (Space Launch System) . As partes mais baixas do edifício são as plataformas de trabalho de nível K. Acima deles são as plataformas de trabalho de nível J. Um guindaste está instalando a segunda metade das plataformas de nível J para colocá-la a 112 pés acima do chão, ou cerca de 11 andares de altura em um prédio normal.

O projeto da NASA é lançar o primeiro SLS em 2018, contendo CubeSats com destino ao planeta Marte para a primeira missão oficial de exploração em massa. Durante esse período a NASA irá testar diversos métodos de voo até Marte, que inclui também a arrecadação de dados através dos satélites. Esses dados obtidos servirão para ajudar no entendimento de como a radiação, clima e ausência de gravidade pode afetar a vida dos seres humanos no espaço profundo. Outros experimentos estão destinados para a Lua e asteroides.

Orange_tank_SLS_evolution_-_Post_CDR
Foto – NASA

O SLS é além de um foguete potente, uma opção versátil para a NASA, ele conta com 3 motores (1 de propelente sólido e 2 com propelente líquido) e 2 estágios, que podem ser alterados de acordo com a opção de construção, dessa forma é possível modificar o empuxo e a carga útil que poderá ser transportada, isso barateia a missão e viabiliza seu uso por anos, assim como acontece com a Soyuz atualmente.

COMPARTILHAR