O Governo Federal autorizou que a American Airlines use o espaço do antigo hangar da VASP no Aeroporto de Guarulhos, para construir um moderno hangar de manutenção que será usado pela companhia e por parceiras. O investimento da companhia aérea americana será de no valor de 100 milhões de dólares.

O novo hangar da American Airlines pode suportar até duas aeronaves de grande porte internamente, comumente utilizadas para fazer voos entre os Estados Unidos e o Brasil, e até cinco com o lado externo. O hangar poderia, eventualmente, receber aeronaves de outras companhias aéreas e sanar um problema do Aeroporto de Guarulhos, a indisponibilidade de um hangar de manutenção. A área total construída é de 17 mil metros quadrados.



Atualmente só o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, tem hangares de manutenção das companhia aéreas brasileiras. A GOL, por exemplo, tem um hangar em Congonhas capaz de realizar os serviços complicados de uma aeronave, como a troca de um motor, por exemplo. Esse tipo de manutenção também é chamado de Manutenção de Nível 3.

Quanto ao local, pelas projeções é possível afirmar que ficará perto do atual pátio remoto, também chamado de Pátio Lima, onde as aeronaves ficam paradas aguardando o horário para o voo, localizado próximo ao “morrinho de Guarulhos”, como na região destacada em vermelho na foto abaixo. 

Há uma discordância nessa história, enquanto o ministro Moreira Franco afirma que o hangar poderia receber qualquer aeronave, através de prestação de serviço, Josh Freed, um porta-voz da American Airlines, disse que o hangar vai apenas receber aeronaves da companhia americana. Enquanto Freed não confirmou o valor do investimento, o ministro foi direto e já declarou o valor investido.

Pelas imagens também é possível observar que todo o projeto de engenharia já foi realizado, de acordo com a empresa responsável pela execução do projeto, o lançamento dos detalhes foi realizado em 2016, é possível observar na imagem abaixo as fundações do prédio, assim como dutos de ar e separação das estruturas internas.

Esse hangar pode resolver um grande problema do aeroporto de Guarulhos, que não tem um hangar adequado para receber a manutenção das grandes aeronaves que voam até o aeroporto, atualmente o Aeroporto de Guarulhos é o que tem maior movimento de passageiros em voos nacionais e internacionais no Brasil.

Caso uma aeronave sofra um bird strike com danos severos, ou precise trocar um motor no Aeroporto de Guarulhos, o procedimento atualmente é feito embaixo de sol e chuva. Algumas soluções como um iglu gigante, ou hangar de manutenção móvel, são utilizadas para resolver esses problemas.

Outros projetos de centro de manutenções em Guarulhos já foram realizados, o primeiro e mais conhecido é o da Vasp, que deixou como herança uma enorme estrutura incompleta também perto do Pátio Lima. Em 2015 a LATAM apresentou um projeto grandioso, com suporte para até sete aeronaves simultaneamente, mas infelizmente a construção não foi iniciada até o momento.

O hangar da LATAM está descrito pela empresa que projetou (a mesma do American) para receber as aeronaves Boeing 777-300ER, Airbus A320 e Airbus A350. O hangar da American Airlines já está descrito para receber aeronaves Boeing 777-300ER ou Airbus A350-1000. 

As imagens foram retiradas diretamente do site da empresa Ponto de Apoio Engenharia e Arquitetura, responsável pela execução do projeto de desenho da estrutura do prédio. A informação original fica por conta do veículo Reuters.

 

Via – Airway