Um passageiro da Emirates, proveniente da Tanzânia, foi acusado por mau comportamento relacionado com uma aeromoça a bordo do próprio voo, que prosseguia de Dar es Salaam para Dubai.

O acusado de 42 anos, solicitou a aeromoça americana de 25 anos para fazer uma foto juntos como lembrança.

“Enquanto fazia a foto, ele colocou o braço em volta do meu ombro, meu chefe viu isso e repreendeu-o. Ele, então, pediu por um selfie comigo. Eu estava ao lado dele e de repente, ele me abraçou e me beijou no pescoço. Eu o empurrei longe de mim”, testemunhou a vítima.

O juiz Fahd Rashid Al Shamsi decidiu não interroga-lo devido a barreiras linguísticas, ele será interrogado na presença de um tradutor em 24 de julho.

COMPARTILHAR