Foto - British Airways

Um ex-piloto da British Airways, Julian Monaghan, foi sentenciado a receber oito meses de prisão por tentar assumir o comando de um voo com limite de álcool quatro vezes acima do permitido pelas autoridades locais.

Esse caso aconteceu há oito meses no Aeroporto de Gatwick, e desde então Julian está detido. De acordo com a corte os exames de sangue apontaram um consumo de 86mg de álcool por 100ml de sangue, o limite é de 20 mg por 100ml de sangue.

O piloto assumiria um voo para as Ilhas Maurício a bordo de um Boeing 777, ele seria o terceiro piloto da tripulação, que trabalharia em escala de revesamento simplificada, ou seja, ele assumiria o voo enquanto o comandante ia descansar.

Julian Monaghan não trabalha mais como piloto após esse incidente, ele foi demitido pela companhia aérea e confessou ter bebido Vodca com Coca-Cola antes de assumir o voo.

This post is available in: pt-brPortuguês