A Airbus fez um voo de teste especial nesta semana, a TAP disponibilizou pilotos da companhia para fazer uma avaliação da aeronave durante o período de desenvolvimento do avião

Os pilotos Nuno Cardoso, chefe da frota de A330, e Victor Pereira, chefe da frota de A340, foram responsáveis por comandar por um período os aviões durante voo, acompanhados por pilotos da Airbus.

Várias seções no simulador foram responsáveis por uma ambientação com o comportamento da aeronave, os instrumentos do cockpit são quase idênticos ao apresentado pela geração anterior, o que otimizou a adaptação para os pilotos da TAP.

De acordo com os pilotos, a aeronave teve seu comportamento e desempenho aprovados, após o final do voo, que teve várias manobras de decolagem e pouso.

O Trent 7000 da Rolls-Royce é o único motor disponível para o A330neo, com o dobro da relação de bypass do Trent 700 que alimenta o A330ceo, a Rolls-Royce disse que o Trent 7000 reduz o consumo de combustível em até 10%, com todas as alterações a redução deverá ser de 15%, em relação à geração anterior.

O A330neo também é equipado com o novo interior Air Space da Airbus, preparado exclusivamente para essa nova geração do A330neo.

A fabricante espera receber a certificação de tipo da aeronave até o fim de 2018, autorizando o início dos voos comerciais com a aeronave.

A TAP está otimista com as entregas, de acordo com o presidente da companhia, há previsão da TAP receber três aviões A330neo até o final de 2018, mas a empresa pode receber até 7 aviões desse modelo. A TAP encomendou 14 aeronaves A330-900.

A Airbus já está finalizando a montagem final do terceiro A330-900neo destinado para a TAP. Provavelmente a empresa entregará três aviões ao mesmo tempo para a companhia, assim que receber a certificação de tipo.

A Airbus registrou 225 pedidos firmes para o A330neo. No Brasil a Azul encomendou 5 unidades do A330-900neo.

This post is available in: pt-brPortuguês