Com o posto de segundo maior aeroporto do Brasil, em tráfego doméstico de passageiros, e também no tráfego geral, o Aeroporto de Congonhas se tornou recentemente alvo da galerinha que resolve desgraçar com a vida do brasileiro. Pois então depois de passar pela Câmara dos Deputados e pelo Senado, o projeto foi sancionado pelo presidente Michel Temer.

A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (19/06), a autoria do projeto é do Ex-deputado João Bittar.

 

Deputado Freitas Nobre

Cearense, o ex-deputado José Freitas Nobre era, além de político, jornalista, advogado, professor e escritor. Ficou notoriamente conhecido por sua luta pela redemocratização do país. Foi vice-prefeito de São Paulo e, vítima de perseguição política no período pós-1964, exilou-se na França.

Retornou ao Brasil em 1967, voltou à vida pública, onde conquistou seis mandatos consecutivos de deputado federal. Sua atuação política foi dedicada, em especial, à luta pela anistia e pelo movimento “Diretas Já”. Freitas Nobre faleceu em São Paulo em 1990.

 

Nota da Aeroflap – Coincidentemente o Aeroporto de Congonhas tem dois projetos anteriores para a mudança de nome, o primeiro, de 2001, para Aeroporto Omar Fontana, este fundador da TransBrasil. O outro projeto homenageia o Rolim Amaro, fundador da TAM e que já está falecido. A parte engraçada é que nenhum desses projetos passou pelo Congresso Nacional.

*Essa notícia infelizmente teve que conter trechos de opinião pelo assassinato que fizeram com o Aeroporto de Congonhas, nós esperamos que os tripulantes tenham a sensatez de continuar chamando o local de “Aeroporto de Congonhas” dentro das aeronaves.

This post is available in: pt-brPortuguês