A Pratt & Whitney estará lançando sua nova atualização para o motor da série Pure Power até o mês de agosto, ou como eles prometeram durante o verão europeu. Esse pack que compõe novos componentes para a parte física do  motor e um novo software de controle, chega para resolver a velha questão do Start demorado e desgaste prematuro de peças que estão no núcleo do propulsor.

Atualmente dar start em um motor da série PW1100G, que equipa aeronaves da família Airbus A320neo, demora cerca de 3 minutos,que totaliza em 6 minutos quando contabilizado os dois motores, durante esse procedimento a aeronave deve se manter parada e acoplada a um sistema de pressurização de ar. A P&W prometeu que com essa atualização o novo tempo para dar start levará no máximo 100 segundos, bem abaixo do que a CFM declara para o Leap-1A, que necessita de somente 50 segundos.

O problema do motor está localizado no arrefecimento de suas peças entre a parte superior e inferior, devido a diferenças no tipo de metal empregado. Isso estaria causando diferenças na expansão do material de certa forma que após 1 hora com o motor desligado seria necessário fazer um procedimento especial de partida, em que consiste em deixar o motor em marcha lente por um tempo até começar a injetar combustível. De acordo com a P&W, o problema se localizaria nas lâminas que raspam na parte interna, que além de desgastarem nas pontas, ainda causaria vibrações harmônicas no eixo.

A solução para o problema é feita de forma simples e clara, cada lâmina recebeu uma proteção especial em sua ponta, além de aplicar reforços em dois rolamentos. Essas melhorias serão lançadas este mês para a Airbus, e após passar por um curto período de testes deve equipar as aeronaves A320neo que operam hoje com o motor Pure Power.

COMPARTILHAR