Há algumas semanas postamos uma notícia relatando a fase adiantada de construção final do primeiro Beluga XL, que já estava instalando os motores Rolls-Royce Trent 700. E hoje (06/04) a Airbus apresentou o primeiro Beluga XL já com os motores e quase concluído, faltando apenas alguns detalhes de acabamento, pintura e os wingtips.

O primeiro avião produzido, de numeração MSN1824, passará por testes em solo e no sistema de combustível nas próximas semanas, a Airbus já realizou com sucesso testes no sistema de pouso e nos controles de voo, o próximo passo depois desses testes é o primeiro voo, que será realizado entre junho e agosto desse ano.

No total a aeronave sofrerá uma bateria de testes que durará cerca de um mês após a instalação de seus dois motores a jato, assegurando que cada um dos sistemas do BelugaXL funcione conforme o previsto.

A campanha de certificação durará 10 meses, de acordo com a Airbus.

 

O Beluga

O Beluga XL foi lançado em novembro de 2014 para atender aos requisitos de capacidade de transporte para a Airbus, focando os anos após 2019. Para isso a Airbus usou uma plataforma já existente, o cargueiro A330-200F, o anterior era derivado do A300-600, um avião que já saiu de linha há anos.

O Beluga XL tem seis metros de comprimento a mais, um metro a mais de largura e um elevador de carga com capacidade para seis toneladas , isso comparando com a geração atual.

Quando operacional, a frota de cinco aviões do modelo Beluga XL irá assumir o transporte de seções completas de aeronaves da Airbus entre os locais de produção da empresa em toda a Europa, e as linhas finais de montagem na França, Alemanha e Espanha.

Em média a frota de Beluga é utilizada cinco vezes em um dia, de segunda-feira a sábado.

This post is available in: pt-brPortuguês