Os líderes do governo de Israel e dos EUA apresentaram oficialmente o primeiro Lockheed F-35A da Força Aérea Israelense, firmando um importante marco para a defesa nacional de Israel.

“Israel tem o orgulho de ser o primeiro país da região a receber um F-35”, disse Avigdor Liberman, Ministro da Defesa de Israel. “O F-35 é o melhor avião do mundo e a escolha de toda a nossa liderança militar. É claro e evidente para nós e para toda a região do Oriente Médio, que o novo F-35 irá melhorar as nossas capacidades por um longo tempo. ”

A cerimônia de apresentação contou com mais de 400 convidados do governo, militares também da Lockheed, entre eles estava o embaixador dos EUA em Israel, Daniel Shapiro; o Ministro Tzachi Hanegbi do Gabinete do Primeiro-Ministro de Israel; Heidi Grant, vice-subsecretário da Força Aérea dos Estados Unidos para Assuntos Internacionais; E o tenente-general Chris Bogdan, diretor do programa F-35.

“Estamos honrados por fazer parceria com Israel e ajudar a reforçar ainda mais a parceria profunda e duradoura entre os nossos dois países”, afirmou Marillyn Hewson, presidente e CEO da Lockheed Martin.

O F-35A de Israel é chamado de Adir, que significa “Poderoso” em hebraico, e será uma adição significativa para manter a vantagem militar de Israel na região do Oriente Médio, com a sua capacidade avançada para derrotar as ameaças emergentes, incluindo o uso de mísseis avançados e a defesa forte do espaço aéreo. O F-35 combina a avançada tecnologia stealth com informações de sensores totalmente modernos, além de habilitação para operações em rede.

Israel terá no total 33 unidades do F-35A, que tem a capacidade de decolar e pousar de forma convencional. A contribuição de Israel para o programa F-35 inclui a produção de asas na Israel Aerospace Industries, o desenvolvimento de um sistema de exibição no capacete dos pilotos de F-35 pela Elbit Systems, além da produção de materiais compostos para a fuselagem pela Elbit Systems-Cyclone.

Três variantes distintas do F-35 irá substituir os caças F-16 Fighting Falcon e A-10 Thunderbolt II para a Força Aérea Americana. Na Marinha dos EUA o F-35 terá a missão de substituir o F/A-18, e o A-18 para a US Marine Corps.

COMPARTILHAR