Artigos Empresas Não categorizado

Projeto Aeroclubes do Brasil – Aeroclube de Novo Hamburgo

11975477_1042928445731138_1744271333_o

Ainda quando criança algo no céu me instigava, aquele barulho, que logo desaparecia nos céus.

No início dos anos 90 ainda criança morava com meus pais próximos ao aeroclube de Novo Hamburgo, naquele momento ainda não entendia o porquê a cada barulho que vinha dos céus saía correndo porta a fora, muitas vezes causando apavoramento e sustos de meus pais. Já era tarde demais, havia sido infectado pelo vírus chamado aviação.

Este projeto que hoje iniciamos é para entender, viver e trazer para vocês histórias, curiosidades e informações sobre estas instituições na maioria das vezes responsáveis por nos infectar com este vírus, os Aeroclubes do Brasil.

Sendo assim não poderia iniciar esta série por outro lugar se não pelo Aeroclube de Novo Hamburgo, já que tenho um carinho em especial pelo mesmo.

Esta primeira parte vamos contar um pouco da história, fatos e um pouco de folclore desta inscreveu instituição;

 

images

 

 

Um pouco da história

 O aeroclube se iniciou com a campanha nacional da aviação, projeto de Assis Chateaubriand e o ministro Salgado Filho, onde o primeiro aeroclube da região foi o de são Leopoldo (atualmente eldorado), na antiga BR2 hoje BR 116, onde os jovens de novo Hamburgo que gostavam de aviação se dirigiam para os cursos, porém logo após este fato, novo Hamburgo foi emancipado, até então distrito de São Leopoldo,

Com estes fatos recentes a convivência entre os jovens aeronautas do Aeroclube de São Leopoldo apesar de aparentar cordialidade já estava muito desgastada, vindo a ser solicitado e quase exigido um aeródromo na própria cidade.


226239_316194798476458_914983976_n
574616_316194935143111_1109864518_n304985_316194998476438_1112052119_n

Um pouco de folclore e história misturados formam os fatos da criação do aeroclube

 Pedrinho Adams e Ego Scheffell em uma reunião de garagem concordam com a ideia que a melhor localização seria nas margens da BR-116, no trecho entre NH e EV, então Pedrinho Adams se prontifica a pegar um Paulistinha do então aeroclube de São Leopoldo e sobrevoar a área até então idealizada para as instalações, porem visto que havia muitos morros,  começa a tomar o rumo do então atual bairro de Canudos onde localiza um local com alguns coqueiros mas com um bom espaço plano, decidindo pousar e verificar as condições do terreno, porém momento do pouso quebra a bequilha, ele decide então descer para averiguar a situação da aeronave e da área,  no momento que ele desce uma senhora aponta uma “espingarda” isso mesmo uma espingarda , visto que o povo da região jamais havia visto um avião e muito menos pousando no meio desta área,  após algumas conversas e explicações ele decide decolar e rumar novamente para São Leopoldo, porém como explicar a bequilha quebrada? Tendo a ideia de pegar a rodinha e colocar dento da aeronave e assim que pousa-se jogar pela janela  sendo assim mais simples de  explicar o motivo da quebra no então pouso em São Leopoldo.

 

DSCF2569E

 Tempo depois o Prefeito toma partido, desapropria a área e constrói a pista nos idos de 1947, mas ai vem outro fato, solicitar uma aeronave para o então DAC, no dia que a então aeronave chegaria no novo aeródromo a fábrica da mesma tinha uma orientação para o pessoal que fazia o translado, “se não houver hangar volta com a aeronave”, não tinham autorização para deixar na rua, exposta ao tempo, e visto que na época só existia a pista e mais nada no local,  Pedrinho Adams tendo algumas cartas na manga como todo brasileiro,  consegue depois de uma boa conversa resolver esta pequena questão.

Em 1948 é inaugurado o hangar, já com a aeronave CAP-4 prefixo PP-HET doado pelo DAC e um Piper  PA12 então adquirido pelos fundos do próprio aeroclube.

Durante estes anos que passaram muitas coisas aconteceram no município e nas pessoas que passaram por ali, casos como o de um jovem que todo dia ficava nas cercas do aeroclube olhando os pousos e decolagens, sendo o sonho dele ser aviador porem não tinha dinheiro para as aulas, o mesmo Alceu pensou e disse para que ele fosse ficando por perto que o tempo se encarregaria disto hoje o então menino cresceu e é um dos melhores funcionários do aeroclubes, além de dificuldades com até mesmo os políticos do próprio município e a incrível historia do criador do planador Quero-quero (Que contaremos em uma matéria especial).

 

IMG_9678foto4gAEROCLUBE_6

 

 

Alceu me leva então a pista e durante a caminhada conto um pouco da minha história e chagamos a conclusão de que a aviação não é escolhida e sim se nasce com ela e todos os amantes dela não devem resistir, a tarde estava acabando e vejo um Embraer Corisco tomando os céus e novamente me encho de alegria e noto que poucas coisas na vida podem fazer o homem mais feliz do que fazer o que ama.

 

DSCF2230E

 

A história deste aeroclube é simplesmente indescritível, no decorrer da conversa noto o amor pela aviação em cada causo, em cada palavra, nos olhos do atual presidente Alceu Feijó Filho, uma história de pioneirismo em uma época que o avião era algo novo e beirava a loucura estas pessoas foram lá e fizeram. Tem uma frase que ouvi que desde a entrevista penso muito e com ela gostaria de terminar esta primeira matéria e agradecer ao Aeroclube de Novo Hamburgo pelo acolhimento e pela atenção do Presidente Alceu Feijó Filho.

 “Enquanto tiver uma criança na porta do hangar olhando para cima nós estaremos aqui cumprindo nossa missão”

About the author

Elizandro Souza

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This