A Pratt & Whitney concedeu quatro contratos para acordos de longo prazo no valor de US$ 17 milhões ao longo de 10 anos para quatro principais fornecedores italianos aeroespaciais , Aerea SpA, abril Srl, Mepit Srl e NCM Spa. Essas empresas participarão da fabricação de componentes para os motores F135 que equipam o caça Lockheed F-35 Lightning.

A Pratt & Whitney investiu em uma rede de fabricação e fornecimento global para garantir o sucesso do motor F135 no mercado militar, entre os acordos estava incluído que os países participantes do projeto F-35 e devidamente autorizados a montar a aeronave em seu território, iria colaborar no fornecimento de peças utilizando a indústria nacional.

A fim de dobrar o tamanho da produção comercial e militar do motor em 2020, a empresa assinou contratos de longo prazo no valor de mais de US$ 22 bilhões de dólares, com cerca de 800 fornecedores de produtos em todo o mundo. Até à data, os requisitos de produção do F135 resultou em contratos no valor de US$ 25 milhões de dólares com empresas italianas, que irá fortalecer o financeiro de diversas empresas do setor na Itália.

COMPARTILHAR