Foto - Boeing Media

A Cathay Airways tem uma longa história com o Boeing 777, a companhia recebeu a sua primeira aeronave desse modelo em 1998, já na versão -300, e com o tempo foi o avião responsável por substituir o Boeing 747 na frota da Cathay.

Mas o que tem haver o protótipo original do 777-200 com essa história toda?

A Boeing depois de finalizar o programa de desenvolvimento do 777-200, entregou um protótipo, com reformas, para a Cathay. Esse movimento é normal, geralmente algumas companhias aceitam receber um avião que passou pelo programa de desenvolvimento, e as fabricantes são sensatas, vendem apenas as aeronaves que não passaram por testes pesados. A Airbus recentemente passou um A350-900 desse tipo para a French Blue.

Então a Cathay aceitou receber em 2000 o antigo N7771, que passou a operar com a matrícula B-HNL. O avião é um 777-200 que foi fabricado em 1994.

Mas infelizmente a companhia aposentará esse jato em 2018. Mas temos uma boa notícia! Ele será encaminhado ao Museum of Flight at Boeing Field onde será exposto para o público que visita o local, como um pedaço do desenvolvimento de sucesso da Boeing, responsável por lançar um bimotor que chegou à falir empresas como a McDonnell Douglas pela imensa modernidade e eficiência do jato.

A fabricante ainda não se pronunciou oficialmente sobre isso, logo não sabemos se a aeronave receberá aquela clássica pintura que perdurou até 2000, com o logo de várias companhias aéreas ao longo da fuselagem em formato de um estabilizador vertical, inclusive a Varig estava nessa lista, pois foi uma das operadoras que recebeu o Boeing 777 logo no início da sua vida.

Apesar disso a companhia lançou um site especial sobre a história do Boeing 777 na sua frota, Clique Aqui para ver.

Vale ressaltar que o Museum of Flight tem um acervo exemplar, com aeronaves históricas para a aviação, como o primeiro Boeing 747-100, um hipersônico SR-71, um Boeing 787 e até mesmo o próprio Concorde. 

This post is available in: pt-brPortuguês