A Republic Airways Holding, um conglomerado que opera voos regionais para companhias como American, United e Delta, divulgou que não pretende cancelar sua encomenda de aeronaves Bombardier CSeries, apesar da recente encomenda da Delta Airlines para 75 CS100.

Atualmente a Republic Airways Holding tem 40 aeronaves CS300 encomendadas junto da Bombardier, e mais de 50 Ejets da Embraer em pedidos. A Republic com base em Indianapolis, assinou um acordo para 40 aeronaves CS300 com mais 40 opções de compra em 25 de Fevereiro de 2010, e tornou-se a terceira cliente da aeronave.

A companhia aérea divulgou que apesar do atraso no programa de desenvolvimento da aeronave, isso não irá afetar as suas operações, a Republic ainda declarou que não substitui a Delta, por isso o motivo do não cancelamento de encomendas.

“A encomenda da Republic está em atraso, mas não é tão relevante. Neste momento ainda estamos trabalhando com eles”, disse Alain Bellemare, chefe executivo da Bombardier em um evento coletivo com a Republic.

A aeronave CS300 está prevista para ser certificada no segundo semestre de 2016, e deverá iniciar suas operações com a Air Baltic no primeiro semestre de 2017. Essa data representa uma atraso de 2 anos e meio em relação ao prazo original proposto em 2010 pela Bombardier, apesar disso a aeronave recebeu diversas encomendas da Delta e Air Canadá recentemente. Seu principal concorrente, o Embraer Ejet E2, deve voar somente 2 anos mais tarde em relação a toda a linha CSeries.

COMPARTILHAR