Foto - Stefan Harti

A Ryanair adquiriu 75% da Laudamotion, por um valor módico de € 50 milhões (US$ 62 milhões).

A companhia foi lançada pelo ex-piloto de Fórmula 1 Niki Lauda, assim que ele comprou uma parte da Niki Airlines, composta por 15 aeronaves da família Airbus A320, além de várias rotas que a Niki já operava antes de fechar as portas.



A primeira aquisição será de 24,9%, e depois a Ryanair vai adquirir os outros 50,1% da companhia.

O primeiro investimento será para cobrir o “arranque inicial e os custos operacionais”, além disso a Ryanair vai colaborar com “apoio financeiro e de gestão”. Como sócia a Ryanair ainda emprestará 6 aeronaves para a Niki, possibilitando um início das operações mais tranquilo.

Niki Lauda ainda ​​presidirá o conselho da companhia aérea, e supervisionará a implementação de sua estratégia para “construir uma companhia aérea austríaca Low Fare”, disse Ryanair.

A Laudamotion que tem sede em Viena, iniciará seus voos a partir da Áustria, Alemanha e Suíça para destinos de lazer na Itália, Grécia e Espanha neste verão europeu, usando ativos adquiridos pelos administradores da Niki no início deste ano, como os aviões citados acima.

Se a Laudamotion for bem-sucedida, a Ryanair estima que a companhia poderá atingir a rentabilidade em seu terceiro ano de operações e aumentar sua frota para pelo menos 30 aeronaves da Airbus.