A Ryanair declarou que a introdução do Boeing 737 MAX em sua frota será um “divisor de águas” para a companhia, de acordo com o que argumentou argumenta-chefe de finanças e orçamento da Ryanair, Neil Sorahan.

“Em 2019 vamos receber o primeiro 737 MAX ou “The Game Changer” como o batizaram na Ryanair, porque acho que é o próximo passo na evolução dos custos na Ryanair”, disse Sorahan.

Sorahan também destacou a aeronave como “a parte fundamental de um foco incansável na redução de custos na Ryanair”. A companhia aérea Low-Cost tem 100 encomendas para o 737 MAX 200, com mais 100 opções de compra.

Além de uma melhoria de 16% na eficiência de combustível, quando comparado com o 737-800 que domina a frota atual, o MAX 200 poderá transportar mais passageiros, 197 contra 189 do 737-800NG, sem acrescentar um custo adicional de operação.

“Esse avião tem oito assentos a mais do que a atual geração do 737. Recebemos esses assentos sem qualquer custo adicional para a companhia aérea, temos um membro da tripulação para cada 50 passageiros”, observa ele.

A Ryanair tem atualmente 353 aeronaves Boeing 737-800 em serviço, a companhia aérea ainda tem 115 encomendas para a geração atual, além dos pedidos para o 737 MAX.

 

Fonte – FlightGlobal

COMPARTILHAR