A companhia aérea irlandesa Ryanair, fundada em 1985, tem a intenção de ligar a Europa com cidades da América Latina, começando com Buenos Aires. O co-fundador Declan Ryan, disse em uma entrevista publicada segunda-feira pela La Nación, que em 2017 começarão as operações na Argentina.

A companhia aérea já tem presença no nosso continente com companhias como Viva Aerobus México e Viva Colombia. A chegada na Argentina iria se materializar através de uma compra, de acordo com La Nación. A Ryanair adquirirá a Andes Líneas Aéreas com seus cinco MD83.

Ryan disse que estava otimista sobre as reformas econômicas do presidente argentino Mauricio Macri, mas percebeu a alta inflação e corrupção no país.

“Nós começamos a negociar com todos os países da região com exceção do Brasil, onde há muita corrupção”, disse ele ao jornal La Nación.

Ryan não especificou possíveis rotas na Argentina, mas disse que ficou surpreso ao saber que alunos fazem frequentemente jornadas de 20 horas de ônibus para as montanhas de Bariloche, ressaltando que companhias de baixo custo poderiam competir com as tarifas de ônibus.

COMPARTILHAR