Em uma divulgação dos resultados financeiros nesta terça-feira, a Ryanair declarou que registrou um lucro de 1,29 bilhões de euros no primeiro semestre deste ano, além de transportar 72,1 milhões de passageiros e reduzir os preços em 5%, em comparação com 2016.

Mesmo reduzindo os preços, esse lucro foi 11% maior em comparação com o mesmo período de 2016.



A Ryanair não poderia deixar de falar também dos cancelamentos de voos que está afetando a empresa atualmente, e resultará em mais de 18000 voos cancelados até o final de março de 2018. Os executivos foram claros, esses resultados não refletem os cancelamentos, visto que os dados foram computados de janeiro a junho, mas eles reiteraram que esse lucro pode ajudar a companhia a atravessar esse período tortuoso, em uma confusão causada pela própria gerência da empresa.

A companhia também voltou a declarar que não está com falta de funcionários, apesar de assumir a contratação de 900 novos pilotos em 2017. A confusão foi criada por uma falha na distribuição das férias dos pilotos, e nós explicamos mais sobre isso Clicando Aqui.

Para a sua frota de quase 400 aviões Boeing 737-800NG a companhia declarou que tem cerca de 4200 pilotos, o que resulta em cerca de 5,2 pilotos por avião. Nem sempre todos os aviões estão voando, então essa média pode aumentar.

Do lado financeiro a Ryanair planeja aumentar a compensação financeira à seus pilotos, proporcionando maiores salários e motivando-os ao trabalho. Essa compensação financeira pode onerar o caixa da companhia em 100 milhões de euros, já a partir de 2018, e representa uma possível queda no lucro, caso os diretores não façam nada para recuperar esse gasto adicional.

Nos primeiros 2000 voos cancelados entre setembro e outubro a companhia estimou que perderia 25 milhões de euros, ao reembolsar clientes e remarcar assentos em outros voos. A companhia não soltou uma estimativa final sobre o custo de cancelar os outros 16000 voos, mas boa parte do lucro da Ryanair será usado para abater esses custos adicionais.

Cerca de 700 mil passageiros foram afetados pelos 18000 voos cancelados, com isso é possível até mesmo que a perspectiva de passageiros transportados em 2017 diminua de €131 milhões para €129 milhões, devido também à baixa confiabilidade resultante dos cancelamentos.

O lucro anual da Ryanair ainda deverá fechar 2017 em alta, com estimativa para algo entre 1,4 bilhões e 1,45 bilhões de euros, mesmo com todas essas penalizações para o caixa da companhia.

A companhia espera crescimento tanto no número de passageiros transportados, em comparação com 2016, como nos lucros. Em 2016 a Ryanair transportou cerca de 120 milhões de passageiros e lucrou € 1,3 bilhões.