Além de transportar 120 milhões de passageiros em 2016, um recorde para a companhia, a Ryanair também conseguiu obter um lucro líquido de 1,3 bilhão de euros no final do ano fiscal de 2016, que se encerrou no mês de março deste ano.

Enquanto o tráfego de 2016 da companhia aumentou em 13%, a receita da Ryanair só cresceu 2%, mostrando o esforço da companhia para baixar ainda mais sua receita, mesmo assim mantendo um lucro com alta de 6%, em comparação com o mesmo período do ano fiscal anterior.



Destaque mesmo é a tarifa média aplicada pela Ryanair, de apenas 41 Euros, isso contando todos os serviços adicionais oferecidos pela companhia para um voo. A perspectiva futura é manter os lucros em alta para o ano fiscal que se encerrará em 2018, enquanto a frota da Ryanair aumenta para 427 aeronaves, atualmente a companhia conta com cerca de 390 aviões em sua frota, no final do ano fiscal, em março, a companhia registrava 385 aeronaves em sua frota.

Em 2018 a Ryanair receberá seus últimso 737 NG novos de fábrica, a partir de 2019 a companhia começará a receber sua encomenda de 100 aviões 737 MAX 200, com capacidade para até 199 passageiros, cerca de 10 passageiros a mais do que o atual 737-800 NG da companhia.