O segundo Global 7000, da fabricante canadense Bombardier, iniciou seus voos de testes no dia 4 de março desse mês.O voo de teste do segundo modelo Global 7000 durou cerca de 4 horas e 28 minutos.

Durante o voo uma série de testes foram feitos, entre eles os sistemas de propulsão, os sistemas elétricos e mecânicos, bem como teste de desempenho na altitude de 43000 pés. “Ambos os testes desse voos irão complementar ainda mais o projeto do novo avião executivo da fabricante canadense”, disse François Caza, vice-presidente de produção e engenharia da empresa.

Foto Bombardier/Divulgação

A proposta da Bombardier no modelo Global 7000 é a concorrência com a americana Gulfstream, que tem modelos como o G650 e G650ER. A estratégia da Bombardier é concorrer no requisito autonomia com a Gulfstream,  o novo Global 7000 tem uma autonomia de cerca de 7400nm (13700 km), esse é o avião de maior autonomia da empresa canadense.

É aguardada a certificação e a entrada em serviço do Global 7000 em 2018. A Bombardier já tem projetos para o Global 8000, aeronave que será baseada nos testes realizados no Bombardier Global 7000.

 

Via – FlightGlobal

This post is available in: pt-brPortuguês