A Boeing e a Singapore Airlines (SIA) anunciaram hoje um acordo para 20 777-9 e 19 787-10 Dreamliner, durante uma cerimônia na Casa Branca.

A encomenda, anteriormente atribuída a um cliente não identificado, vale US $ 13,8 bilhões na lista de preços atual. Esta transação suportará milhares de fornecedores e mais de 70 mil empregos diretos e indiretos nos Estados Unidos durante o termo deste contrato. A companhia também possui opções para doze aviões adicionais, seis para cada tipo de aeronave.

A cerimônia de assinatura, atestada pelo presidente dos EUA, Donald Trump e pelo primeiro-ministro de Singapura, Lee Hsien Loong, incluiu o CEO da Singapore Airlines, Goh Choon Phong e Kevin McAllister, presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes. Também estavam presentes Peter Seah, presidente da Singapore Airlines e Dinesh Keskar, vice-presidente sênior de vendas da Boeing, e outros membros da companhia aérea e da contrutora.

“A SIA tem sido um cliente da Boeing há muitas décadas e estamos satisfeitos por finalizar esta importante encomenda de aeronaves de longa distância, o que nos permitirá continuar operando uma frota moderna e eficiente no consumo de combustível”, disse Goh.

“Esses novos aviões também fornecerão ao Grupo SIA novas oportunidades de crescimento, permitindo expandir nossa rede e oferecer ainda mais oportunidades de viagem aos nossos clientes”.

A Singapore Airlines tem mais de 50 Boeing 777 e será o cliente lançador do 787-10, que será entregue no primeiro semestre de 2018. Com um pedido anterior para 30 Boeing 787-10, a companhia aérea agora possui 49 aeronaves desse tipo na encomenda, tornando-se o maior cliente para esta aeronave. O 787-10 servirá para operações de meia distância na companhia, com 777-9 que invés operará as rotas de longa distância.

Suas subsidiárias SilkAir, Scoot e SIA Cargo também operam aeronaves Boeing, como o 737 MAX 8 e o 737-800, 787-8 e 787-9 Dreamliner, 747-400 Freighter, respectivamente.

“A Boeing e a Singapore Airlines foram fortes parceiros desde as primeiras operações da companhia aérea há 70 anos e estamos entusiasmados em concluir a compra de 20 777X e outros 19 787-10 Dreamliner”, disse McAllister.

“O pedido da Singapore Airlines é um testemunho das capacidades dos aviões de todo o mundo da Boeing e estamos ansiosos para entregar o primeiro 787-10 para o próximo ano”.

Com mais de 1.280 pedidos de 70 clientes em todo o mundo, a família 787 Dreamliner oferece três aeronaves modernas e eficientes, otimizadas para mercados que variam de 200 lugares a mais de 350 lugares. Até à data, mais de 600 Boeing 787 entraram no serviço comercial. O 787-10, o maior membro da família, adiciona lugares e capacidade de cargas.

O 777X baseia-se no líder do mercado, o 777. e abrirá novas oportunidades de crescimento para as companhias aéreas. O 777-9 terá 400-425 assentos, com um alcance de 7.600 nm (14.075 km) e é o único bimotor disponível de seu tamanho.

COMPARTILHAR