Agora a Singapore Airlines está realizando voos com o Airbus A350-900XWB abastecido com biocombustível, em apoio as novas tecnologias para reduzir a emissão de carbono, além de diminuir a dependência do combustível não renovável.

A companhia está realizando voos entre Singapura e São Francisco, nos Estados Unidos. A aeronave está sendo abastecida com um combustível composto, denominado HEFA, feito por ésteres hidro-processados e ácidos graxos, a Embraer já usa a mesma combinação para voos o o E-Jet, que é equipado com o motor GE CF34-8E, enquanto o A350 é equipado com motores Rolls-Royce Trent XWB.

No total, a Singapore Airlines realizará 12 voos usando este mix de biocombustíveis durante os próximos três meses. O primeiro dos voo com o “Green Package” ocorreu no dia 1 de maio, ligando o Aeroporto Internacional de São Francisco com o Aeroporto Changi, em Singapura.

O programa de testes em operação normal de voo poderá demonstrar os benefícios ambientais e econômicos, que podem ser obtidos através de uma combinação das aeronaves eficientes em termos de combustível, combustíveis alternativos e operações de voo otimizadas, para reduzir a queima de combustível e as emissões de carbono.

A Singapore Airlines encomendou 67 aviões A350 XWB, desses 12 já foram entregues para a companhia. No próximo ano, ela se tornará a operadora de lançamento do A350-900 ULR, que poderá voar sem parar de Singapura para Nova York, já que acrescenta mais de 3000 km de autonomia extra em comparação com o A350-900.

This post is available in: pt-brPortuguês