Foto – Cessna

Recentemente a Cessna apresentou seu novo avião, o SkyCourier, o novo multiuso da empresa que vem para afirmar a confiabilidade do Caravan, mas em um range maior de assentos.

De cara já percebemos uma configuração em comum com o “Gran Caravan”, a asa alta é uma escolha inteligente, que permite uma melhor fixação do trem de pouso e consequentemente consegue manter os dois motores, necessários para uma propulsão aprimorada, em uma posição longe do solo, permitindo a operação em pistas mal preparadas.



Além de um claro foco na aviação regional, principalmente por causa da configuração de dois motores turboélice Pratt & Whitney PT6A com 1100 hp (cada), velocidade de cruzeiro estimada em 370 km/h e autonomia de 1600 km, a Cessna também apresentou uma versão cargueira do novo avião, e já nas cores da FedEx, que já aproveitou para encomendar 100 unidades desse avião.

Sua capacidade máxima de transporte de cargas é de 2721 kg, para melhorar o avião tem itens que aumenta a robustez, como o trem de pouso totalmente fixo.

Já com a configuração para transportar passageiros o Cessna SkyCourier tem uma larga fuselagem, capaz de levar até 3 passageiros por fileira, configuração semelhante a do Embraer Brasília, turboélice regional que outrora fez bastante sucesso nos EUA.

Além disso outro atrativo é que a companhia pode mudar a configuração interna a qualquer momento, permitindo o transporte de passageiros durante o dia e cargas no período noturno. O SkyCourier também pode pousar em qualquer lugar com mais de 1000 metros livre.

Uma pena que com capacidade total de carga sua autonomia máxima de voo seja de apenas 740 km.

Foto – Cessna

O avião é um pouco grande, ele tem 21,95 metros de envergadura, 16,71 metros de comprimento e 6,02 m de altura. A primeira entrega deverá ocorrer em 2020.